icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/03/2014
13:49

Eliminado pelo Sada Contagem (MG) na semifinal da Superliga B, a Voleisul/Paquetá Esportes (RS) entrou com ação na Justiça Esportiva pedindo a impugnação da terceira partida do playoff, disputada na terça-feira e vencida pelo clube mineiro. O clube gaúcho exige os pontos da partida, o que consequentemente classificaria a equipe para a decisão.

A direção do time gaúcho alega que o Sada escalou de maneira irregular dois jogadores para o duelo, o ponteiro Kadu e o levantador Lucas Salim.

Segundo a Voleisul, os dois atletas também estão inscritos na equipe do Sada Cruzeiro, que está nas semifinais da Superliga A.

De acordo com parágrafo único do artigo 25 do regulamento oficial da Superliga Série B 2014, “após o dia 9 de março de 2014, caso o clube da Superliga Masculina Série B conceda o retorno dos atletas para o clube da Superliga Masculina 13-14, estes atletas não terão direito a retornar para a Superliga Série B”.

Kadu e Lucas Salim participaram da vitória do Sada Cruzeiro sobre o Moda Maringá (PR), por 3 a 1, no dia 13 de março.

Na quarta-feira, a direção e o departamento jurídico da Voleisul/Paquetá Esportes solicitaram à Federação Gaúcha de Vôlei que realizasse uma consulta ao Departamento Técnico de Competições de Quadra da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) sobre a condição de jogo dos dois atletas e a desclassificação da equipe mineira por infração disciplinar.

Segundo o clube, a CBV não atendeu o pleito da equipe gaúcha de impugnar a partida e, consequentemente, desclassificar o Sada Contagem por infração disciplinar nos termos do regulamento da Superliga B e do CBJD.

A decisão da Superliga B, entre Sada Contagem e São José (SP) está marcada para este sábado, às 11h45, na cidade mineira.