icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/11/2014
17:48

O sentimento de frustração gerado pela eliminação na Copa Sul-Americana ficou evidente em cada palavra de Paulo Henrique Ganso na coletiva de imprensa desta quinta-feira no São Paulo. O meia contava com o título, sonho interrompido na última quarta-feira pelo Atletico Nacional (COL) em decisão nos pênaltis, para coroar a boa temporada do Tricolor, mas acredita uma semente para algo maior foi plantada para 2015.

- Foi um ano muito bom. Apesar de não termos conquistado títulos, formamos uma base para o ano que vem. Tive um ano muito bom junto com todo o mundo aqui. E isso fica de legado para 2015. O ponto positivo foi fazer em três ou quatro meses uma base, um grupo, que manteve um ambiente bom, melhorou a qualidade. Isso vai ficar para o ano que vem. Com reforços, vai melhorar ainda mais o que construímos - projetou o camisa 10.

O Maestro tricolor acredita que um dos principais responsáveis por existir conforto mesmo após decepções constantes na temporada é Kaká. Fã do craque contratado por empréstimo até dezembro pelo São Paulo, Ganso sabe que será difícil encontrar um substituto à altura para o futuro jogador do Orlando City, dos Estados Unidos.

- A equipe encontrou uma forma de jogar taticamente que encaixou e brigou por títulos. Ano passado estava brigando para não cair. Sou fã incondicional do Kaká. Desde sempre. Foi uma honra jogar com ele. É um cara que nos ajudou bastante, com entrosamento dentro e fora de campo. É um cara fantástico, que vai deixar muitas coisas boas e experiências. Não sei se temos como contratar outro jogador do nível do Kaká, mas que seja pelo menos um que possa manter a base - disse.