icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2014
19:31

Sem compromissos no Campeonato Brasileiro ou na Copa do Brasil, o Criciúma teve uma quarta-feira de treinamento. Na parte da manhã, o elenco tricolor realizou um trabalho de finalizações, atividade muito exigida pelo treinador Wagner Lopes. Neste Brasilerão, o Tigre soma apenas sete gols em 11 jogos - número bem diferente do conquistado pelo Cruzeiro, por exemplo, que tem o melhor ataque na competição com 23 tentos.

E MAIS:
> Com promoção, Criciúma inicia venda de ingressos para duelo com o Vitória
> Primo de Kaká, meia do Criciúma vive a expectativa de encontrar o parente pela primeira vez
> Adriano negocia com Coritiba e Criciúma, diz site; empresário nega
 
– Temos tido bastante treino específico, com cruzamentos e finalizações. Tem saído muitos gols nos treinamentos, mas tomado azar nos jogos. Espero que isso passe logo, até porque nossos atacantes têm merecido muito marcar, porque ajudam bastante e têm corrido também muito. Tanto o Silvinho quanto o Bruno Lopes, se pegar os números, acho que vai mostrar que eles correm mais que um outro jogador da mesma posição. Tenho certeza que uma hora eles vão ser premiados por este esforço - destacou o lateral Eduardo.

Já durante a tarde, os atletas do Tricolor realizaram um treino tático, utilizando todo o gramado. Durante a atividade, Wagner Lopes orientou os jogadores quanto ao posicionamento e realizou alguns testes visando o próximo confronto do Tigre. Neste sábado, às 18h30, o Criciúma irá receber o Vitória, no estádio Heriberto Hülse, em partida válida pela 12ª rodada do Brasileiro.