icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
19:33

Querido pela torcida mesmo sendo reserva na maior parte da Série B, o volante Eguren sonha alto no Palmeiras. Além de projetar títulos para o ano que vem, quando o clube festejará seu centenário, ele já pensa na Libertadores do ano seguinte - o clube terá de conseguir vaga via Copa do Brasil ou Campeonato Brasileiro.

- Eu penso em ser campeão da Libertadores, um título que eu ainda não tenho, desde o meu primeiro dia aqui. Primeiro, o objetivo era subir. Depois ser campeão e assim vai. Em 2014, nossa meta é conquistar outro troféu e classificar para Libertadores de 2015. Para mim é mais do que um objetivo, é um sonho. Eu vou trabalhar todo dia até quanto eu puder para comemorar esse torneio tão importante aqui - disse o uruguaio, ao site oficial do clube.

Ele admite que a pressão será maior por causa do centenário, mas diz que a torcida do Palmeiras é um combustível extra para a equipe.

- Será um ano especial, atuei no centenário da minha primeira equipe (o Montevideo Wanderers), e é uma temporada na qual todos vão lembrar. Temos de nos preparar muito bem - acrescentou.

- (A torcida) é um décimo segundo jogador. Nem todo time tem isso. Quando você está com as pernas cansadas, no final de um jogo, é um combustível para nós. No jogo contra o Paysandu, quando viramos no final, foi uma força importante. Gostei também do apoio incondicional, que, mesmo na Série B, se locomoveu pelo país inteiro para nos acompanhar - concluiu o camisa 5.