icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
23:32

As expulsões de Bolívar e Edilson, no segundo tempo da partida contra o Independiente del Valle, que terminou com vitória dos equatorianos por 2 a 1, foram determinantes para o resultado. Sabendo disso, o técnico Eduardo Hungaro deixou claro que terá uma conversa particular com o lateral-direito.

O camisa 3 recebeu o cartão amarelo por reclamação - após o vermelho para o zagueiro - e em seguida esboçou uma cabeçada no árbitro Manuel Garay, do Peru. O juiz não hesitou e o expulsou.

- Com o Edilson, ainda preciso conversar, acho que foi uma reclamação. Se foi isso mesmo, temos que conversar - afirmou Hungaro, que aproveitou para eximir Bolívar de culpa no lance em que recebeu o vermelho:

- O lance do Bolívar é de jogo. Ele precisou fazer a falta pois era o último homem. Não vejo como falta de experiência, não cabia outro recurso.