icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/06/2014
15:59

O capitão Edu Dracena e o volante Arouca, únicos remanescentes titulares da conquista do Santos na Taça Libertadores da América de 2011, além dos reservas Aranha e Vladimir, relembraram, neste domingo, a conquista pelo Peixe, que veio com a vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, em final no Pacaembu, e comemoraram os três anos do título.

O zagueiro, que se recupera de uma lesão no joelho esquerdo, destacou a história que o grupo fez durante a campanha vitoriosa.

- É um título muito importante para a minha carreira. Fico contente por ter jogado num time que marcou época e entrou para a história do Santos FC. Foi uma conquista muito difícil, mas que no final deu tudo certo - disse o capitão.

O camisa 5 do Peixe, por sua vez, relembrou sua participação com o meia Paulo Henrique Ganso, no gol de Neymar, que abriu o placar da grande decisão, no estádio do Pacaembu.

- Sem dúvida há vários momentos, mas os mais marcantes foram a comemoração após o apito do árbitro na decisão e a jogada do primeiro gol da final, em que tive boa participação, ao fazer uma jogada com o Ganso e dar o passe para o gol do Neymar - recordou Arouca.