icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/03/2014
19:52

A atitude de Julio Cesar, que participou de um torneio de amador de futebol soçaite em São Paulo, neste sábado, gerou críticas pelo risco de lesão que o goleiro sofreu. O camisa 1 da Seleção Brasileira recebeu folga, mas a temporada ainda corre para o Toronto FC e faltam pouco mais de três meses para a Copa do Mundo. Por isso, editores do LANCE! avaliaram a postura de Julio Cesar no episódio.

Alguns de nossos editores comentaram sobre os direitos do atleta em folga e uma possível falta de resposabilidade do titular da Seleção às vésperas da Copa do Mundo. Confira!

> Qualquer jogador bate bola com os amigos quando não está a serviço. Porém, atuar em um campeonato amador bem popular em São Paulo acabou expondo Julio Cesar a essa discussão e a uma lesão, faltando cerca de três meses para a Copa. E se alguém entrasse mais duro nele para ganhar seus segundos de fama? (Alessandro Abate)

> É curioso ver o goleiro da Seleção Brasileira jogando futebol soçaite em um sábado à tarde. Ele está em férias e nada impede de jogar bola com os amigos. Risco de lesão você corre em qualquer lugar. É um risco calculado por ele e não vejo problema nisso. (Thiago Perdigão)

MAIS COPA DO MUNDO:
> Revista francesa ironiza Copa no Brasil e compara evento a um bordel
> CEO do Comitê da Copa de 2014 revela dica de chefe na África do Sul-2010
> Muricy Ramalho ironiza legado da Copa do Mundo para os brasileiros

> Um risco sob todos os aspectos, já que o goleiro no qual o treinador da Seleção deposita todas as suas fichas poderia sofrer uma lesão. E a repercussão - com o assunto vazando - é péssima, como ocorreu e o prórpio goleiro sabe disso. (Carlos Alberto Vieira)

> É muito difícil defender o Julio Cesar nesta situação. Com a Copa do Mundo cada vez mais próxima, jogar um torneio amador em São Paulo é, no mínimo, um risco gigantesco para um titular da Seleção Brasileira. Por mais que estivesse de folga, é uma temeridade se expor desta forma. Se quisesse mesmo manter a forma após longa inatividade no QPR, que fosse a uma academia, que contratasse um personal trainer ou que voltasse para treinar com o Toronto, seu novo time no Canadá.
(Daniel Bortoletto)

> Qualquer jogador em seu momento de folga pode aproveitar da forma que melhor entende. Porém, qualquer lesão ou problema (e isso acontece em jogos profissionais, peladas e treinos) seria de responsabilidade só dele neste caso. Prejudicaria seu clube (o Toronto F.C) e poderia colocar em dúvida sua participação também na Seleção. Julio Cesar ficou muito tempo parado no QPR, seja por lesão ou por opção do treinador em não colocá-lo para jogar. Perdeu chances de transferência para equipes de peso, acabou optando por disputar a Major League Soccer, nos EUA. Precisa se concentrar nesta reta final de preparação para a Copa. Sua posição é fundamental para o equilíbrio da Seleção. (Rodrigo Cerqueira)

> Por mais que ele estivesse em um momento de lazer, foi uma atitude irresponsável. Já pensou se lesionar e ficar fora da Copa por causa de uma pelada? Pois foi o risco que o Julio Cesar correu. (Thiago Bokel)

> Em rigor, deveria se preservar, mas também não vejo motivos para críticas. Julio Cesar é um atleta experiente e não possui histórico de lesões ou indisciplinas. Encaro mais como uma brincadeira com os amigos, algo que todo jogador faz. (Vinicius Andrade)