icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
17:15

Filho de Pelé e auxiliar técnico do Santos, Edinho voltou a trabalhar nesta sexta-feira após ficar oito dias na cadeia. Ele foi preso enquanto respondia a acusação de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em liberdade, por não ter entregado seu passaporte quando solicitado pela Justiça. No dia de seu retorno, a novidade na atividade foi a presença do atacante Thiago Ribeiro.

A soltura de Edinho aconteceu após seu advogado conseguir um habeas corpus, o que possibilitou que o auxiliar técnico voltasse ao trabalho e a responder o processo em liberdade. Ele estava na cadeia anexa ao 5º DP da cidade.

Além da presença dele, no gramado do CT Rei Pelé só os jogadores reservas apareceram, incluindo os que atuaram menos de 90 minutos na partida contra o Palmeiras. Thiago Ribeiro, que se recuperou de uma tendinite no joelho esquerdo, participou do trabalho, mas só retorna para a partida contra a Chapecoense, na 12ª rodada.

Os titulares ficaram na academia fazendo trabalho regenerativo e só devem ir a campo no sábado pela manhã, o último trabalho antes de encarar o Fluminense, no domingo, às 18h30, em Volta Redonda (RJ).