icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
20:58

Com apenas quatro jogos pelo Flamengo, o meia Ederson já tem pela frente um grande desafio. Nesta quarta-feira, o clube encara o Vasco pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, precisando inverter o placar. Na ida, o Rubro-Negro foi derrotado por 1 a 0. Para avançar às quartas de final, precisa de um triunfo por no mínimo dois gols de diferença. Vitória simples leva a partida para os pênaltis. Ederson lembrou de uma virada histórica no ano passado, contra o Coritiba, quando o clube perdeu a ida por 3 a 0, devolveu o placar no Maraca e avançou nas penalidades.

- Me lembro que no ano passado o Flamengo reverteu uma situação complicada, contra o Coritiba por 3 a 0. Temos que nos espelhar nisso, confiar do início ao fim e saber que temos de jogar muito. Esperamos que tenha espaço para o futebol neste jogo.

Apesar do resultado negativo no primeiro confronto contra o Vasco, o camisa 10 destaca que o mais importante é manter a cabeça no lugar para conseguir o resultado durante os 90 minutos de jogo.

- Importante não perder a cabeça, pois 1 a 0 é possível ser buscado. Temos de ter equilíbrio, mas fazer de tudo para buscar o resultado. Vai ser importante o trabalho mental para chegarmos bem durante qualquer cenário do jogo. Temos 90 minutos - afirmou.

E MAIS:
> Fla deve ter Paulo Victor e Marcelo Cirino à disposição contra o Vasco
> Contra o Vasco, Oswaldo terá a chance de inverter retrospecto ruim em mata-mata

O meia Ederson marcou três gols em quatro jogos pelo Flamengo. Contra o Vasco, o jogador deve ser o responsável pela armação das jogadas, já que Alan Patrick não pode entrar em campo por já ter jogado a competição pelo Palmeiras.


Com apenas quatro jogos pelo Flamengo, o meia Ederson já tem pela frente um grande desafio. Nesta quarta-feira, o clube encara o Vasco pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil, precisando inverter o placar. Na ida, o Rubro-Negro foi derrotado por 1 a 0. Para avançar às quartas de final, precisa de um triunfo por no mínimo dois gols de diferença. Vitória simples leva a partida para os pênaltis. Ederson lembrou de uma virada histórica no ano passado, contra o Coritiba, quando o clube perdeu a ida por 3 a 0, devolveu o placar no Maraca e avançou nas penalidades.

- Me lembro que no ano passado o Flamengo reverteu uma situação complicada, contra o Coritiba por 3 a 0. Temos que nos espelhar nisso, confiar do início ao fim e saber que temos de jogar muito. Esperamos que tenha espaço para o futebol neste jogo.

Apesar do resultado negativo no primeiro confronto contra o Vasco, o camisa 10 destaca que o mais importante é manter a cabeça no lugar para conseguir o resultado durante os 90 minutos de jogo.

- Importante não perder a cabeça, pois 1 a 0 é possível ser buscado. Temos de ter equilíbrio, mas fazer de tudo para buscar o resultado. Vai ser importante o trabalho mental para chegarmos bem durante qualquer cenário do jogo. Temos 90 minutos - afirmou.

E MAIS:
> Fla deve ter Paulo Victor e Marcelo Cirino à disposição contra o Vasco
> Contra o Vasco, Oswaldo terá a chance de inverter retrospecto ruim em mata-mata

O meia Ederson marcou três gols em quatro jogos pelo Flamengo. Contra o Vasco, o jogador deve ser o responsável pela armação das jogadas, já que Alan Patrick não pode entrar em campo por já ter jogado a competição pelo Palmeiras.