icons.title signature.placeholder Leo Burlá
26/06/2014
10:27

Após encerrar sua participação na Copa de 2014 com uma vitória por 3 a 1 sobre o Irã, o atacante bósnio Dzeko experimentou uma mistura de sensações.

Se por um lado exaltou a vitória que deu ao seu país o seu primeiro triunfo em Copas, o jogador do Manchester City disse que seu time poderia ter ido mais longe.

- A Bósnia poderia ter feito melhor papel na Copa. O que definiu nossa sorte foi aquela injusta derrota que tivemos diante da Nigéria - disse.

O revés para os africanos foi tema recorrente entre os bósnios durante os dias que antecederam o duelo contra os iranianos. O técnico Safet Susic reclamou reiteradas vezes de um pênalti não marcado a favor de sua seleção.

Com um pouco mais de sorte ou decisões mais justas da arbitragem essa seleção poderia ter se classificado para as oitavas - lamentou Susic.

Ao final da fase de grupos, Argentina e Nigéria foram as seleções do Grupo F que avançaram às oitavas de final.