icons.title signature.placeholder Valdomiro Neto
04/07/2014
19:02


A dupla de zaga que verte lágrimas e balança as redes. Depois de uma semana preenchida por discussões sobre o suposto desequilíbrio emocional da Seleção, a equipe deu sua resposta em campo, realizou, especialmente no primeiro tempo, uma boa atuação e derrotou a Colômbia por 2 a 1, em Fortaleza, garantindo vaga nas semifinais da Copa do Mundo. Os gols do triunfo foram marcados por Thiago Silva e David Luiz, a dobradinha defensiva que tem conseguido aliar emoção e desempenho que faz jus ao conceito que possuem no futebol europeu. E sem que um item afete o outro. 

O gol do capitão logo aos 7 minutos, em um começo de partida de intensidade só vista na Copa das Confederações, foi a resposta mais imediata aos questionamentos. Thiago Silva, que no segundo tempo levaria o amarelo e, assim, não poderá enfrentar a Alemanha nas semifinais, bateu no peito, correu para a torcida e berrou: "Aqui é Brasil!". Já seu parceiro fez um belo gol em falta de longa distância, aos 23 minutos do segundo tempo, quando a Colômbia ameaçava empatar, e deu uma lufada de tranquilidade à equipe. 

Thiago Silva agradece após gol de abertura do placar (FOTO: Eitan Abramovich)

No primeiro tempo, o Brasil impôs o ritmo mais intenso dos seus jogos neste Mundial. Mas não conseguiu traduzir essa intensidade em um placar folgado. O goleiro Ospina e o pé descalibrado dos jogadores, em especial de Hulk, impediram que isso acontecesse. A Colômbia, sempre baseada na criatividade dos parceiros James Rodrigues e Cuadrado, dava suas estocadas, mas logo recebia resposta nas iniciatiivas de Fernandinho e Paulinho, que mostraram se entender muito bem, e do rápido ataque verde-e-amarelo.

Na segunda etapa, a entrega dos primeiros 45 minutos parece ter pesado. Depois de enfrentar uma prorrogação e um duelo desgastante contra o Chile, o time cedeu mais espaços ao técnico time rival e as pernas não davam a mesma resposta. A Colômbia chegava com certa facilidade e cedia contra-ataques ao Brasil. O surpreendente gol de falta de David Luiz deu um respiro e apontava para uma mudança de cenário. 

FOTO: Vanderlei Almeida

O gol colombiano aos 34 minutos, em pênalti cobrado por James Rodrígues após falta do goleiro Julio Cesar em Bacca, injetou a tensão que não parecia ter mais espaço no Castelão. Logo na sequência, um susto encerrado pelo impedimento de Quintero. Os minutos finais foram dramáticos, como têm sido em geral os momentos derradeiros das partidas do Mundial. Mas, no fim, o Brasil pôde festejar o fato de já estar entre os quatro primeiros. Na terça, a Seleção Brasileira encara a Alemanha, às 17h, no Mineirão, por um lugar na cobiçada final. O sonho do hexa segue de pé!

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 x 1 COLÔMBIA

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data/Horário: 4/7/2014, às 17h
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)
Auxiliares: Roberto Alonso Fernandez (ESP) e Juan Yuste (ESP)
Cartões amarelos: Thiago Silva, Julio Cesar (BRA); James Rodríguez, Yepes (COL)
Cartões vermelhos:

GOLS: Thiago Silva, aos 6'/1ºT (1-0); David Luiz, aos 23'/2ºT (2-0) e James Rodríguez, aos 35'/2ºT (2-1)

BRASIL: Julio Cesar; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernandinho, Paulinho (Hernanes - 40'/2ºT) e Oscar; Hulk (Ramires - 37'/2ºT), Neymar (Henrique - 43'/2ºT) e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

COLÔMBIA: Ospina; Zúñiga, Zapata, Yepes e Armero; Sánchez, Guarin, Cuadrado (Quintero - 35'/2ºT) e James Rodríguez; Ibarbo (Adrián Ramos - Intervalo) e Teo Gutiérrez (Bacca - 26'/2ºT). Técnico: José Pékerman.