icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira, Igor Siqueira, Leo Burlá e Michel Castellar
22/07/2014
11:33

Pelo menos nas primeiras palavras de Dunga como novo técnico da Seleção Brasileira, iniciando a segunda passagem do capitão do tetra na função, a figura do treinador turrão, intransigente, principalmente com os jornalistas, é coisa do passado.

- Vocês já me conhecem. Dificilmente uma pessoa muda em relação aos seus princípios, com relação a ética e trabalho. Sei que tenho que melhorar muito em relação ao contato com vocês jornalistas. Na primeira passagem foquei demais dentro de campo e é normal que eu tenha que aprimorar o relacionamento com a imprensa. É mea culpa - disse Dunga, em coletiva nesta terça-feira, logo após ser anunciado pelo presidente José Maria Marin.

OPINE!
> O que você achou do retorno de Dunga ao comando técnico da Seleção Brasileira? Grave um vídeo curto, de até 15 segundos, com a sua opinião sobre o substituto de Felipão e envie para o WhatsApp do LANCE!Net, no número (21) 96844-8003.

O treinador ainda garantiu que vai trabalhar lado a lado com os responsáveis pela base do Brasil - diferentemente do que fez na primeira passagem, segundo o técnico da sub-20, na época Rogério Lourenço.


- Vamos trabalhar em conjunto com as categorias de base, com o Gallo, e a coordenação do Gilmar. É um início de trabalho, vamos dar sequência ao projeto - completou Dunga, acrescentando que quer passar a mensagem aos mais novos sobre a importância do trabalho e do comprometimento:

- Temos que mostrar para as crianças que a vida não nos perdoa.

Dunga deve anunciar a comissão técnica completa nos próximos dias. A reestreia à frente da Seleção Brasileira será no dia 5 de setembro, contra a Colômbia.