icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
13/11/2014
07:03

O técnico da Seleção Brasileira usou o exemplo de dois jogadores que não disputaram a Copa do Mundo para mostrar o que espera dos convocados neste processo de reformulação. Após a vitória por 4 a 0 sobre a Turquia, Dunga lembrou as situações de Miranda e Filipe Luís, elogiando a postura dos jogadores diante da falta de oportunidades no Mundial com o técnico antecessor.

Para o treinador, o jogador que usa a mídia para garantir uma oportunidade não terá espaço na nova Seleção.

- Miranda e Filipe Luís não estiveram na Copa, mas adquiriram maturidade. Vocês podem ver, Diego não veio nas primeiras, mas jogou, tranquilo. São jogadores que esperaram e não reclamam, mas só trabalham. Assim tem de ser: jogar dentro de campo. Não adianta falar. Jogador pode falar alto, mas a verdade é dentro de campo - frisou.

Dunga tem insistido no discurso de unidade em que o jogador deve priorizar o coletivo. O tema é tratado corriqueiramente nas entrevistas do treinador. Em Istambul, ele abordou o tema na véspera e voltou a repetir após a vitória de quarta-feira.

- Todos sabem a importância de cada um. Tem de se sentir feliz e contente de estar na Seleção, mesmo se jogar ou não. Precisa criar este respeito de quem joga ou não. E entrar em campo para contribuir com o coletivo - ponderou.

A Seleção Brasileira voltará a campo na próxima terça-feira para enfrentar a Áustria, em Viena. Será o último jogo deste ano.

Nesta quinta-feira, os jogadores terão folga durante o dia na Turquia e se reapresentam no hotel em que a delegação está hospedada, de onde seguirão para Viena, com chegada prevista para o início da madrugada de sexta-feira, horário local.