icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
12/11/2014
09:03

A Seleção Brasileira fará apenas mais dois jogos neste ano, mas as observações de Dunga visando a convocação para a Copa América, em junho do ano que vem, não ficarão restritas apenas aos amistosos contra Turquia e Áustria.

Antes de divulgar a lista final dos escolhidos para a disputa do primeiro grande torneio no retorno do técnico ao Brasil, a equipe ainda fará mais dois amistosos em março. E até lá, Dunga promete considerar os critérios a partir de análises dos jogadores nos respectivos clubes.

- Não é uma questão só dentro da Seleção. É continuar observando o rendimento, a postura e o comprometimento (dos jogadores) nos seus clubes. E, no momento, certo tomar a decisão. O jogador quando chegar tem de mostrar a personalidade que conhecemos deles - disse.

Para não existir qualquer tipo de acomodação no grupo, Dunga estimula internamente uma competição saudável e que também serve para quem ainda não teve uma chance com o treinador.

- Ouvimos falar sobre a Seleção e a qualidade de jogadores ( do Brasil). Falamos isso com eles, para olharem ao seu lado e verem quantos de qualidade têm e quantos não estão aqui, mas que poderiam estar. É criar essa coisa sadia dentro da Seleção - contou.