icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
12:29

Depois do treinamento que não indicou a equipe que entra em campo nesta quarta-feira, contra o América-MG, pela Copa do Brasil, o técnico Dunga preferiu não confirmar os onze titulares que atuarão. A tendência é que Willians entre na vaga do lateral Fabrício no meio-campo e o Inter atue com três volantes no setor. O comandante, porém, não quis confirmar que esta será a formação escolhida.

Como Fabrício está suspenso pela expulsão contra o Santa Cruz, Dunga não o terá. A perda é maior por conta do uso do lateral no meio-campo. A vaga deve ficar com Willians. Outra opção seria o argentino Dátolo, que anda em baixa com o treinador. Além dele, há Vitor Júnior ou a possibilidade de Jorge Henrique atuar mais recuado e Rafael Moura ser o parceiro de Diego Forlán no ataque. O atacante também se ressente de uma gripe e será reavaliado - outro ponto que pode pesar a favor do He-Man.

- Ainda não defini o time, tem que esperar amanhã para ver de que forma vamos atuar. É uma hipótese, mas temos que pensar bem para depois definir. Até agora não tem essa definição - destacou o técnico Dunga.

A entrevista coletiva de Dunga durou pouco. Após polêmicas com a imprensa, o comandante colorado deu respostas curtas e não quis se aprofundar na maioria dos assuntos perguntados. Desde reforços até jogo da Copa do Brasil. Nada fez o treinador dar respostas com mais de duas frases. A semana foi de polêmicas com a imprensa. A tendência de Inter que entra em campo no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, às 21h50, tem Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Airton, Willians, Josimar e D'Alessandro; Jorge Henrique e Diego Forlán.

Depois do treinamento que não indicou a equipe que entra em campo nesta quarta-feira, contra o América-MG, pela Copa do Brasil, o técnico Dunga preferiu não confirmar os onze titulares que atuarão. A tendência é que Willians entre na vaga do lateral Fabrício no meio-campo e o Inter atue com três volantes no setor. O comandante, porém, não quis confirmar que esta será a formação escolhida.

Como Fabrício está suspenso pela expulsão contra o Santa Cruz, Dunga não o terá. A perda é maior por conta do uso do lateral no meio-campo. A vaga deve ficar com Willians. Outra opção seria o argentino Dátolo, que anda em baixa com o treinador. Além dele, há Vitor Júnior ou a possibilidade de Jorge Henrique atuar mais recuado e Rafael Moura ser o parceiro de Diego Forlán no ataque. O atacante também se ressente de uma gripe e será reavaliado - outro ponto que pode pesar a favor do He-Man.

- Ainda não defini o time, tem que esperar amanhã para ver de que forma vamos atuar. É uma hipótese, mas temos que pensar bem para depois definir. Até agora não tem essa definição - destacou o técnico Dunga.

A entrevista coletiva de Dunga durou pouco. Após polêmicas com a imprensa, o comandante colorado deu respostas curtas e não quis se aprofundar na maioria dos assuntos perguntados. Desde reforços até jogo da Copa do Brasil. Nada fez o treinador dar respostas com mais de duas frases. A semana foi de polêmicas com a imprensa. A tendência de Inter que entra em campo no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, às 21h50, tem Muriel; Gabriel, Índio, Juan e Kleber; Airton, Willians, Josimar e D'Alessandro; Jorge Henrique e Diego Forlán.