icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
21:26

Na entrevista coletiva após a derrota por 3 a 0 para o Náutico, neste domingo, o técnico Dunga afirmou que a falta de jogadores importantes para a equipe titular fez a diferença para o Inter na Arena Pernambuco:

– Além do D‘Alessandro, não tivemos o Fabrício, o Índio, que não se sentia confiante para jogar, o (Leandro) Damião, que preferimos preservar. Isso acaba complicando. O entrosamento muda com a ausência de dois ou três jogadores, e o rendimento fica prejudicado – declarou o treinador.

Para Dunga, a atuação atrapalhou o rendimento do recém-chegado Alan Patrick.

E MAIS: 
Ao som de 'olé', Náutico goleia Inter e tem primeiro triunfo 'oficial' na Arena Pernambuco

GALERIA DE FOTOS
Confira imagens da derrota colorada em Recife

– Foi regular, vinha a um bom tempo sem jogar. Sem entrosamento ideal, é normal que encontre dificuldades – disse.

No entanto, nem mesmo os desfalques fizeram o Inter ser poupado de críticas:

– Todo mundo tem responsabilidade de defender e atacar. Nós tivemos chances de fazer o gol, mas não fomos eficientes. O Náutico foi mais eficiente e ganhou o jogo. Não tem que procurar um culpado. Assim como quando nós ganhamos, todos ganhamos. Quando nós perdemos, todos perdemos, todos erramos – afirmou.

Em relação à expectativa pela estreia dos reforços colorados já no clássico Gre-Nal, no próximo domingo, Dunga foi claro.

– Ainda não tenho informações do Alex e do Scocco. O (Leandro) Damião, vamos avaliar durante a semana, mas acredito que não tenha problemas.

O técnico procurou não acirrar a rivalidade com o Grêmio a uma semana do clássico gaúcho.

– Pra mim, não tem história. São três pontos que valem pro Campeonato Brasileiro.

Na entrevista coletiva após a derrota por 3 a 0 para o Náutico, neste domingo, o técnico Dunga afirmou que a falta de jogadores importantes para a equipe titular fez a diferença para o Inter na Arena Pernambuco:

– Além do D‘Alessandro, não tivemos o Fabrício, o Índio, que não se sentia confiante para jogar, o (Leandro) Damião, que preferimos preservar. Isso acaba complicando. O entrosamento muda com a ausência de dois ou três jogadores, e o rendimento fica prejudicado – declarou o treinador.

Para Dunga, a atuação atrapalhou o rendimento do recém-chegado Alan Patrick.

E MAIS: 
Ao som de 'olé', Náutico goleia Inter e tem primeiro triunfo 'oficial' na Arena Pernambuco

GALERIA DE FOTOS
Confira imagens da derrota colorada em Recife

– Foi regular, vinha a um bom tempo sem jogar. Sem entrosamento ideal, é normal que encontre dificuldades – disse.

No entanto, nem mesmo os desfalques fizeram o Inter ser poupado de críticas:

– Todo mundo tem responsabilidade de defender e atacar. Nós tivemos chances de fazer o gol, mas não fomos eficientes. O Náutico foi mais eficiente e ganhou o jogo. Não tem que procurar um culpado. Assim como quando nós ganhamos, todos ganhamos. Quando nós perdemos, todos perdemos, todos erramos – afirmou.

Em relação à expectativa pela estreia dos reforços colorados já no clássico Gre-Nal, no próximo domingo, Dunga foi claro.

– Ainda não tenho informações do Alex e do Scocco. O (Leandro) Damião, vamos avaliar durante a semana, mas acredito que não tenha problemas.

O técnico procurou não acirrar a rivalidade com o Grêmio a uma semana do clássico gaúcho.

– Pra mim, não tem história. São três pontos que valem pro Campeonato Brasileiro.