icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
17:30

A retomada do Campeonato Brasileiro, neste sábado, também será a retomada de uma história de amor: Renato Gaúcho e o Grêmio. A estreia do treinador no comando do clube pelo qual ganhou os maiores títulos acontece neste sábado, às 18h30, contra o Atlético-PR, no Durival de Britto, em Curitiba. O treinador tem a chance de reverter o panorama em suas estreias em competições pelo clube gaúcho. De quebra, o Furacão foi o último time a ser comandado por Renato antes da sua volta ao Tricolor.

RETORNO VITORIOSO PARA O ATLÉTICO?

Ciente de que o início no Campeonato Brasileiro não foi dos melhores - apenas uma vitória em cinco partidas -, o Atlético aposta no período de treinamentos realizado durante o recesso da competição para superar o Grêmio e, com a continuidade do Brasileirão, buscar a parte de cima da tabela. Foi o que destacou o goleiro Weverton.

- (A parada do Brasileirão) foi importante para analisar o desempenho nos cinco primeiros confrontos. Será importante vencer na reestreia, assim como ter uma boa sequência de partidas. Porém, não podemos deixar de lado o pensamento de jogo a jogo e ter foco total no Grêmio, um adversário difícil e qualificado - disse o jogador, ao site oficial do clube.

E para enfrentar o Tricolor, o Furacão ainda não confirmado. O treino desta sexta não definiu o titular da lateral esquerda, assim como companheiro de Felipe e Everton na criação. Pedro Botelho, recuperado de lesão, pode ver o volante Juninho ser improvisado no setor na lateral. Já no meio de campo, o técnico Ricardo Drubscky tem Zezinho e Paulo Baier como opções.

Drubscky apostará apenas em Ederson, um dos artilheiros do Brasileirão com quatro gols, no ataque. Marcelo e Marcão, que tiveram oportunidades nas primeiras rodadas do Brasileirão, serão opções para o decorrer do confronto.

OS DESAFIOS DE RENATO CONTRA O FURACÃO

Até o momento, o técnico debutou em cinco competições: em dois Brasileirões, uma Copa Sul-Americana, um Gauchão e uma Libertadores. Seu primeiro jogo no Grêmio foi derrota por 2 a 0 para o Goiás, na Sul-Americana de 2010. No Brasileirão, vitória por 2 a 0 sobre o mesmo adversário. Na Libertadores, em 2011, empate com o Liverpool, do Uruguai. Mesmo resultado do Gauchão, contra o Lajeadense. No Brasileiro, derrota para o Corinthians, por 2 a 1, dentro do Olímpico.

Há outro ponto também que Renato terá de mudar: o Grêmio não ganha longe de casa desde o dia 20 de março, quando o Tricolor bateu o Pelotas por 3 a 1, na Boca do Lobo. Desde então, só empates e derrotas. No Brasileiro, empate com o Santos e derrota para o Atlético-MG. A curiosidade é o adversário do ex-atacante em sua reestreia no comando tricolor: o Atlético-PR foi último time a ser comandado por ele - entre 4 de julho de 2011 e 1º de setembro.

Neste sábado, o treinador irá fazer mudanças apenas necessárias. Na lateral direita, Pará está suspenso. Moisés entra no time. Adriano segue na vaga de Fernando no meio-campo – Riveros não tem condições legais para atuar e ficou de fora da viagem. Elano, machucado, dá lugar para Guilherme Biteco ao lado de Zé Roberto. A ideia é observar o time e o grupo em sua primeira partida para depois poder fazer alguma mudança. O esquema é o mesmo de sua primeira passagem, o 4-4-2 em losango.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X GRÊMIO

Local: Durival de Britto, Curitiba (PR)
Data/hora: 6/7/2013 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Marco Antônio de Mello Moreira (GO)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Juninho); Bruno Silva, João Paulo, Felipe, Zezinho (Paulo Baier) e Everton; Ederson – Técnico: Ricardo Drubscky.

GRÊMIO: Dida; Moisés, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Souza, Guilherme Biteco e Zé Roberto; Vargas e Barcos – Técnico: Renato Gaúcho.

A retomada do Campeonato Brasileiro, neste sábado, também será a retomada de uma história de amor: Renato Gaúcho e o Grêmio. A estreia do treinador no comando do clube pelo qual ganhou os maiores títulos acontece neste sábado, às 18h30, contra o Atlético-PR, no Durival de Britto, em Curitiba. O treinador tem a chance de reverter o panorama em suas estreias em competições pelo clube gaúcho. De quebra, o Furacão foi o último time a ser comandado por Renato antes da sua volta ao Tricolor.

RETORNO VITORIOSO PARA O ATLÉTICO?

Ciente de que o início no Campeonato Brasileiro não foi dos melhores - apenas uma vitória em cinco partidas -, o Atlético aposta no período de treinamentos realizado durante o recesso da competição para superar o Grêmio e, com a continuidade do Brasileirão, buscar a parte de cima da tabela. Foi o que destacou o goleiro Weverton.

- (A parada do Brasileirão) foi importante para analisar o desempenho nos cinco primeiros confrontos. Será importante vencer na reestreia, assim como ter uma boa sequência de partidas. Porém, não podemos deixar de lado o pensamento de jogo a jogo e ter foco total no Grêmio, um adversário difícil e qualificado - disse o jogador, ao site oficial do clube.

E para enfrentar o Tricolor, o Furacão ainda não confirmado. O treino desta sexta não definiu o titular da lateral esquerda, assim como companheiro de Felipe e Everton na criação. Pedro Botelho, recuperado de lesão, pode ver o volante Juninho ser improvisado no setor na lateral. Já no meio de campo, o técnico Ricardo Drubscky tem Zezinho e Paulo Baier como opções.

Drubscky apostará apenas em Ederson, um dos artilheiros do Brasileirão com quatro gols, no ataque. Marcelo e Marcão, que tiveram oportunidades nas primeiras rodadas do Brasileirão, serão opções para o decorrer do confronto.

OS DESAFIOS DE RENATO CONTRA O FURACÃO

Até o momento, o técnico debutou em cinco competições: em dois Brasileirões, uma Copa Sul-Americana, um Gauchão e uma Libertadores. Seu primeiro jogo no Grêmio foi derrota por 2 a 0 para o Goiás, na Sul-Americana de 2010. No Brasileirão, vitória por 2 a 0 sobre o mesmo adversário. Na Libertadores, em 2011, empate com o Liverpool, do Uruguai. Mesmo resultado do Gauchão, contra o Lajeadense. No Brasileiro, derrota para o Corinthians, por 2 a 1, dentro do Olímpico.

Há outro ponto também que Renato terá de mudar: o Grêmio não ganha longe de casa desde o dia 20 de março, quando o Tricolor bateu o Pelotas por 3 a 1, na Boca do Lobo. Desde então, só empates e derrotas. No Brasileiro, empate com o Santos e derrota para o Atlético-MG. A curiosidade é o adversário do ex-atacante em sua reestreia no comando tricolor: o Atlético-PR foi último time a ser comandado por ele - entre 4 de julho de 2011 e 1º de setembro.

Neste sábado, o treinador irá fazer mudanças apenas necessárias. Na lateral direita, Pará está suspenso. Moisés entra no time. Adriano segue na vaga de Fernando no meio-campo – Riveros não tem condições legais para atuar e ficou de fora da viagem. Elano, machucado, dá lugar para Guilherme Biteco ao lado de Zé Roberto. A ideia é observar o time e o grupo em sua primeira partida para depois poder fazer alguma mudança. O esquema é o mesmo de sua primeira passagem, o 4-4-2 em losango.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X GRÊMIO

Local: Durival de Britto, Curitiba (PR)
Data/hora: 6/7/2013 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Marco Antônio de Mello Moreira (GO)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Juninho); Bruno Silva, João Paulo, Felipe, Zezinho (Paulo Baier) e Everton; Ederson – Técnico: Ricardo Drubscky.

GRÊMIO: Dida; Moisés, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Souza, Guilherme Biteco e Zé Roberto; Vargas e Barcos – Técnico: Renato Gaúcho.