icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
18/03/2014
08:03

Alán Ruiz é uma das opções (Fotos: Ricardo Rimoli)
Dudu também pode ter chance de iniciar o jogo

Dudu ou Alán Ruiz. Um dos dois começa o jogo desta quarta-feira entre Grêmio e Newell's Old Boys, na Argentina, na vaga que foi de Zé Roberto em Porto Alegre. A dúvida praticamente não existe na cabeça do técnico Enderson Moreira, que já disse ter a decisão encaminhada. São dois estilos diferentes: o primeiro de velocidade, atuando como extremo. Outro, um meia mais clássico, jogando centralizado. Na comparação da participação do trio até aqui no Gauchão, um empate.

No duelo na Arena, Zé Roberto jogou bastante pelo meio. O Grêmio formou em alguns momentos um losango no meio-campo, com o camisa 10 centralizado. Mas variou bastante para o 4-1-4-1, com Luan se juntando ao meia, com os avanços de Riveros e Ramiro pelos lados.

Em tal quadro, a ideia de Ruiz ganha força. O argentino, que conhece o local da disputa do jogo, atua mais por esse setor. A entrada de Dudu, porém, poderia mudar o posicionamento de Riveros, que jogaria mais próximo de Luan. Nada que não tenha acontecido até o momento na temporada.

Em termos estatísticos, Alán Ruiz, sete jogos no Gauchão, se aproxima de Zé, que jogou a mesma quantidade, no quesito passes certos: foram 145, contra 211 do camisa 10. Dudu vem atrás, com 134 em seis jogos. Até o momento, Zé Roberto conta com duas assistências, contra uma de seus possíveis substitutos.

Se a ideia for contra-atacar o Newell's, como os jogadores dizem que terão espaço, Dudu é boa opção. Finalizou mais que os dois meias, com quatro chutes certos, contra dois. E ajuda na marcação: tem seis desarmes contra três de Ruiz. Zé contabiliza sete.

Zé é quem mais ficou com a bola entre os três: são oito minutos com ela nos pés. Seguido de Dudu, que teve sete minutos de posse de bola. Alán Ruiz vem depois, com seis. Por outro lado, Dudu perdeu a bola 28 vezes, enquanto Ruiz apenas 13. Os números são da parceria LANCE!/Footstas na análise do Gauchão de 2014.

Pelos números, Dudu se aproximaria mais da presença de Zé, embora não seja um meia de origem. Apesar do maior número de erros de passe, o jogador protegeu a defesa com desarmes e manteve a posse de bola. Se escolher Ruiz, Enderson ganha qualidade no passe e lançamentos longos - acertou 7, mesmo número de Zé, contra quatro de Dudu.

A definição pode sair na tarde desta terça-feira. O Grêmio chega em Rosário pela manhã e irá treinar no Estádio Marcelo Bielsa à tarde. O restante do time está definido: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro, Riveros, Dudu (Ruiz) e Luan; Barcos.