icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
01/02/2015
11:20

Final de Grand Slam sempre chama atenção e duas pessoas invadiram a quadra Rod Laver quando o placar mostrava 7/6 4/3 favorável a Novak Djokovic na decisão do Aberto da Austrália. Elas estampavam a camisa "Australian Open for refugees" (Aberto da Austrália para refugiados).

Enquanto os dois eram detidos por seguranças e outros oito davam suporte aos jogadores, quatro em cada banco, outro grupo erguia a bandeira com os mesmos dizeres na arquibancada. Todos foram retirados da Arena Rod Laver e do complexo de Melbourne Park.

Ao todo foram cinco minutos de paralisação. 

Não é a primeira vez que protestos ocorrem em finais de Major. Em 2009 em Roland Garros, um sujeito fantasiado correu em direção a Roger Federer na decisão contra o sueco Robin Soderling. Em 1996, Richard Krajicek e Malivai Washington viram uma mulher correr nua pela quadra em Wimbledon.

Posteriormente, Djokovic levantou o troféu com 7/6 (7/5) 6/7 (7/4) 6/3 6/0 após 3h39min de partida.