icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
20:55

Dois jogos e duas vitórias. O início não poderia ter sido mais promissor para Dorival Júnior no comando do Fluminense. Com uma virada heróica conquistada aos 43 minutos do segundo tempo graças a cabeça de Gum, diante do São Paulo, neste domingo, no Maracanã, o técnico tricolor aproveitou para exaltar o zagueiro que quase foi expulso momentos antes do tento.

- Percebemos que o Gum estava saindo muito, ficando exposto. O Osvaldo estava fazendo jogadas aguadas em cima dele e, no mesmo momento que fizemos uma alteração, o Digão pediu para sair e naquele instante eu não poderia mexer. Conversei com ele e pedi para que ficasse porque já tinha o Gum exposto e ainda tinha o Wellington do São Paulo por ali. Passamos por cima das dificuldades e tomamos a decisão. A equipe conseguiu ter essa postura e agrediu o São Paulo. Tudo acabou bem e o Gum conseguiu terminar a partida com um cartão amarelo e o gol da vitória - disse Dorival.

Mesmo com Diego Cavalieri não trabalhando tanto como tem sido nos últimos jogos do Fluminense, Dorival alertou para os erros defensivos, mas exaltou a tranquilidade da equipe para suportar a pressão do São Paulo.

- Nós tivemos dificuldades de marcação em boa parte do primeiro tempo e alguns momentos do segundo. A equipe não conseguia ficar encaixada, arrumada, diminuir os espaços. Levamos um gol e o São Paulo se encolheu de forma inteligente para explorar a velocidade tanto do Wellinton como do Osvaldo. Sentimos um pouco aquele momento, mas nada que desequilibrasse a equipe. Depois reequilibramos a equipe em campo porque giramos a bola. Não fomos tão agudos, mas criamos oportunidades e conseguimos vencer - concluiu.

O time de Dorival Junior subiu para a 14º colocação e se viu temporariamente fora da zona de rebaixamento. O próximo compromisso é no domingo que vem, contra o Santos, às 17h, no Prudentão.

Fluminense luta até o fim e vence o São Paulo