icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/11/2014
11:12

O armador do Palmeiras no clássico de domingo, contra o São Paulo, não será Valdivia. Pelo menos o técnico Dorival Júnior disse nesta sexta-feira que não tem esperança de contar com o Mago, que só teria condições de jogo se fosse liberado da seleção chilena. Mazinho e Felipe Menezes brigam pela vaga no meio.

- Eu particularmente não tenho esperança. Para o clube não foi passado nada. Estou contando com os jogadores que aqui estão, com Mazinho ou Felipe. Com o Mazinho, ganhamos mobilidade. O Felipe se aproxima mais do que o Valdivia desenvolve - disse o comandante, após comandar um treino tático em que os dois se revezaram na armação.

O Verdão trabalhou com Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Juninho; Marcelo Oliveira, Victor Luis, Wesley e Felipe Menezes (Mazinho); Diogo e Henrique. 

Valdivia será titular do Chile no amistoso contra a Venezuela, nesta sexta-feira, e o técnico Jorge Sampaoli não descartou a possibilidade de liberá-lo do jogo de terça-feira, contra o Uruguai. Os dois confrontos serão no Chile. Caso aconteça, o camisa 10 vem para ser titular.

- Sinceramente não conto com a possibilidade, por isso até evito falar. Se ele vier, vai ser para jogar. Mas não é o caso, as informações que temos até agora não são favoráveis - acrescentou Dorival.

- Você têm visto a diferença da equipe com o Valdivia em campo, até pela postura que ele assumiu, em um determinado momento. Fico feliz por ouvir o treinador do Chile dizer que o Valdivia se apresentou melhor do que na Copa. Mostra o quanto ele fará falta. É um momento difícil, conturbado, mas temos que procurar uma solução aqui dentro. Tenho confiança de que o Mazinho ou o Felipe podem cumprir - finalizou o treinador.