icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
08/02/2015
20:22

Terminou com vitória da Chapecoense o clássico catarinense deste domingo. A equipe de Chapecó recebeu o Criciúma na Arena Condá, em partida válida pela terceira rodada e não deu chance ao rival: venceu por 2 a 0, gols de Roger, um em cada tempo. Assim, os Alviverdes seguem com 100% de aproveitamento no estadual e assumiram a primeira colocação isolada da competição, com nove pontos. Já o Tigre conheceu a sua primeira derrota no torneio, estacionou nos quatro pontos e caiu da segunda para a quinta colocação.

Ainda sem poder contar com a sua principal contratação da temporada, o volante Richarlyson, a Chapecoense dominou a partida desde os minutos iniciais. Antes mesmo dos dois minutos de jogo, o atacante Willian Barbio deu o cartão de visitas à equipe comandada por Luizinho Viera e por pouco não abriu o marcador da partida.

A partir daí, o que se viu foi um verdadeiro domínio da Chapecoense. Mais organizada em campo, a equipe alviverde chegava com facilidade ao ataque. Enquanto o Criciúma só levava perigo ao gol defendido por Danilo em bolas paradas.

A pressão da Chapecoense surtiu efeito. Aos 21 minutos, o atacante Nené recebeu um presente da zaga do Criciúma, que sofria com as investidas de Barbio. O camisa 10 teve calma, tocou para Roger que só teve o trabalho de empurrar para as redes adversárias. 1 a 0 no placar.

À frente no placar, os comandados de Vinícius Eutrópio passaram a segurar o ritmo do jogo e, em ritmo de treino, administravam a partida sem maiores sustos até o fim da primeira etapa.

E MAIS:
> Campeonato Carioca: Veja como foi a vitória do Fluminense diante do Bangu
> Tragédia no Egito: 14 mortos após briga de torcedores do Zamalek e policiais

Após o intervalo, o panorama do jogo pouco mudou. Sofrendo com a falta de entrosamento, a equipe do Criciúma tentava na vontade oferecer algum tipo de perigo à defesa do time de Chapecó, mas pouco produzia.

Quem mais levava perigo era o atacante Roger. Autor do primeiro gol, o camisa 9 infernizou a zaga do Tigre e por muito pouco não ampliou o marcador. A trave parou o atacante.

Porém, aos 32 minutos da segunda etapa, Ananias foi derrubado na pequena área. Pênalti para a Chapecoense e cartão vermelho para Lucca, que reclamou da marcação. Dessa vez, não teve trave que impedisse o segundo gol de Roger na partida. Em cobrança magistral, o artilheiro do Campeonato Catarinense fechou o placar e garantiu a vitória para a Chapecoense.

Na próxima quinta-feira, Criciúma e Chapecoense voltam a campo. O Tigre recebe no Heriberto Hulse, às 19h30, o Metropolitano enquanto que o time de Chapecó vai até Florianópolis desafiar o Avaí, na Ressacada, às 20h30.






.






.