icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
01/02/2015
15:44

Número 1 do mundo, Novak Djokovic destacou sua parte física como primordial para levantar o quinto título do Aberto da Austrália. O tenista vibrou ao ter superado crises para bater Andy Murray em quatro sets neste domingo na decisão.

"Foram vários momentos de virada no jogo como acredito que todos previam, seria uma grande batalha. Final de Grand Slam nós dois sabíamos que tínhamos chances iguais de vencer mesmo com meu recorde aqui e por ele ter perdido três finais aqui. Foi um jogo bem similar à final de 2013 que jogamos por mais de duas horas nos dois primeiros sets. Hoje foram duas horas e meia, partida muito física, exaustiva, tivemos momentos difíceis fisicamente. Foi uma batalha de gato e rato.. Entramos com o repertório completo. Pra mim foi muito exaustiva, estou orgulhoso por ter acreditado. Salvei break-point no 3/3 e consegui a quebra. Depois dali senti um grande alívio e senti que pude bater melhor na bola. Vi que o momento estava para mim. Nesse nível alguns pontos fazem a diferença e pudemos ver isso esta noite", disse o sérvio que chegou a ficar abaixo 2/0 jna terceira etapa quando passou por falta de energia e se sentiu fraco. 

"Tive uma crise no segundo e no começo do terceiro, me senti muito exausto e precisava de algum tempo para reagrupar e voltar ao caminho. Isso que fiz. Passei a bater na bola e tentei ser mais agressivo, vindo pra rede, encurtando os pontos. Consegui uma quebra muito importante no 2/0 para ele no 3º que me recolocou no jogo mentalmente. Não estava com cãibras, não chamei o fisioterapeuta nem nada, só estava fraco, tive uma crise física por uns 20 minutos. Mas tinha em minha cabeça a final de 2013 uma dura batalha de duas horas em dois sets. Depois vi que tinha uma vantagem física sobre ele  e isso me manteve.  Obviamente tinha a importância do momento, uma final de Grand Slam, eu não queria desistir , acreditava que teria a força suficiente e consegui ela."

Djokovic foi perguntado sobre mais detalhes de sua crise e indagado novamente sobre a distração que o adversário havia tido com seus problemas. Ele evitou polêmicas: "Numa partida como esta muitas emoções se passam, muita tensão. Não é fácil manter a concentração 100%. Houve a interrupção com pessoas invadindo a quadra, foi uma longa paralisação. Eu liderava um set e uma quebra e perdi o saque e ele começou a bater melhor na bola, ser mais agressivo e o melhor em quadra. Ele não estava o melhor jogador  fisicamente em quadra, mas é normal esperar isso depois da quantidade de rallies de longa duração que tivemos. Foi tudo tão físico". 

O sérvio destacou a importância de seu oitavo Slam, quinto na Austrália. Para ele, teve um significado especial após se casar com Jelena Ristic em julho passado e ser pai de Stefan: "Tem um profundo significado, um valor mais intrínseco pelo momento que vivo em minha vida. É meu primeiro Slam como pai e marido, então me sinto orgulhoso". 

"Tento ficar no caminho certo e comprometido com o esporte em todas as formas nos últimos anos e tento usar esse momento de minha carreira quando jogo e me sinto melhor aos 27 anos. Pra ganhar grandes títulos é preciso se colocar na situação para isso. Sei o quanto de sacrifício coloco em minha carreira. Enquanto a vida progride, circunstâncias, situações e eventos definem esses momentos lindos. Se casar, se tornar pai nos últimos seis meses foi algo que me deu nova energia, algo que nunca havia sentido antes."