icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/04/2014
15:21

O diário argentino "Olé" divulgou nesta sexta-feira um documento emitido pela Associação do Futebol Argentino (AFA), e entregue aos clubes do país, contendo a proposta para um novo modelo de campeonato no país. A ideia é que o Campeonato Argentino passe a contar com 30 clubes a partir de fevereiro de 2015.

O torneio seria disputado em turno único, no formato de todos contra todos, porém com repetição de um clássico correspondente a cada equipe. Por exemplo: Boca Juniors x River Plate seria disputado duas vezes, assim como Rosario Central x Newell's Old Boys, Gimnasia x Estudiantes, ou Racing x Independiente. Haveria, portanto, um total de 30 rodadas.

Outra novidade é que a partir do ano que vem a Argentina voltaria a ter um campeão por ano, tentativa que chegou a ser feita em 2012/13, mas que foi abandonada nesta temporada com o retorno do sistema que consagra dois campeões nacionais.

A explicação da AFA para a adoção do novo formato é "federalizar o futebol argentino". A entidade usa como exemplo o fato de que apenas quatro, das 23 províncias do país, estão representadas na competição. Com a queda quase certa do Godoy Cruz, de Mendoza, o número de províncias com times na Primeira Divisão cairia para três.

Um torneio de transição seria disputado no segundo semestre deste ano nas duas principais divisões, com objetivo de formar a nova elite do futebol argentino. O que não muda, porém, é o rebaixamento por média de pontos. No fim do ano, dois clubes cairiam com base neste critério.