icons.title signature.placeholder Gabriel Rodrigues
10/12/2013
11:18

Após a confusão entre torcedores do Atlético-PR e do Vasco, na Arena Joinville, no último domingo, apenas três torcedores do Vasco foram presos e transferidos para o presídio da cidade do interior de Santa Catarina ainda na última segunda-feira. Vice-presidente de patrimônio do Vasco, Manuel Barbosa falou sobre a relação da diretoria com as organizadas do clube, e negou que tenha custeado a viagem à Joinville e pago alguma parte do valor dos ingressos dos torcedores, ainda que ajude na compra dos ingressos para jogos no Rio de Janeiro:

- A diretoria do Vasco não patrocinou nada. Não pagamos ônibus, nem ingressos. Pode ter acontecido de alguém ter pago, mas a diretoria, não. O que acontece, nos jogos no Rio de Janeiro, é que pagamos metade do valor dos ingressos. Mas em jogos fora, não tem isso. O Atlético-PR não facilitou. Eu cheguei a reservar os ingressos para a torcida "Pequenos Vascaínos", mas eles me deram o dinheiro -, disse.

Sobre a prisão de apenas integrantes da organizada do Vasco, o dirigente também cobra a mesma punição aos torcedores do Furacão:

- Quando briga na mão, você não aceita, se defende. Aquele torcedor que foi pego com o "porrete", é responsável pelas atitudes dele e tem que responder por isso. Mas do Atlético-PR não tem ninguém? Tem que pegar os do Atlético-PR também. O que estão fazendo é uma covardia - indagou o cartola.

De acordo com a Polícia Militar de Santa Catarina, outros torcedores já foram identificados pelas fotos e imagens da confusão. Os envolvidos devem ser convocados a prestar depoimento nos próximos dias.