icons.title signature.placeholder Felippe Rocha
04/11/2014
10:00

Apesar de o Vasco ter tido bastante dificuldade para atrair o torcedor nesta Série B, a mudança do local do jogo deste sábado, contra o ABC, trouxe expectativa de que o cenário mude. Apesar do receio de cravar uma estimativa, a maior facilidade do deslocamento ao Maracanã, o fator novidade (desde a final do Carioca o Vasco não vai ao Maior do Mundo), a necessidade de apoio ao time e a promoção de ingressos feita pela diretoria animaram o diretor de futebol Rodrigo Caetano:

- É difícil fazer um prognóstico, mas calculamos próximo de 40 mil pessoas. Já tem a promoção ingressos e certamente vamos contar com torcedores que ainda não foram a São Januário este ano. Eles vão ter a chance, a segurança e a facilidade de deslocamento para apoiar o time. Porque nós temos cinco decisões. A primeira delas neste sábado - lembra.

Caetano afirma também que, independentemente do protesto de torcedores no último sábado, no Galeão, nenhum jogador está no Cruz-Maltino sem vontade. Ele garantiu que, se houvesse, medidas teriam sido tomadas.

- Afirmo e, às vezes, pode aparentar que não. Mas o nível de comprometimento é muito elevado. Se algum desses não se sentisse à vontade ou com vontade para jogar no Vasco, nós teríamos enfrentado esse problema lá atras. Realmente são dificuldades impostas, dificuldades apresentadas também pelos adversários, que fazem o jogo da vida sempre, e nós temos que ter humildade para competir com eles num mesmo tom. Eles (jogadores) sabem muito bem que a confiança vai existir até o final, mas temos, sim, a tristeza de que queríamos estar disputando o titulo - afirma.