icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
19:00

A novela da tão esperada renovação de contrato de Guerrero com o Corinthians ganhará novos capítulos na próxima semana. O novo presidente Roberto de Andrade e o novo diretor de futebol Sérgio Janikian, que foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira, se reunirão com o representante Bruno Paiva, da OTB Sports, para retomar as negociações pelo atacante peruano, que, hoje, estão "zeradas".

- As negociações estão paradas, o empresário dele está viajando. Vamos partir do zero e recomeçar as negociações na próxima semana, já que ninguém aceitou as últimas propostas, nem o Corinthians, nem eles (representantes do Guerrero) - declarou Roberto de Andrade, nesta quinta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava.

Nas últimas conversas, o camisa 9 mostrou-se irredutível na pedida de luvas, em cerca de R$ 18 milhões. Na época, com Ronaldo Ximenes como diretor de futebol e Mário Gobbi Filho como presidente, a diretoria ofereceu cerca de R$ 10 milhões e mais ações de marketing que pudessem aumentar o valor. Sem acerto, as negociações foram deixadas de lado com a aproximação da eleição presidencial do clube.

Além dos altos valores, pesava contra a renovação de Guerrero, cujo contrato se encerra em 15 de julho, a relação ruim do antigo presidente Mário Gobbi com os representantes do camisa 9, que, depois de verem o Corinthians perder Dudu para o Palmeiras, criticaram o "apequenamento" do Timão.

- Não tenho problema nenhum com o Bruno (Paiva, empresário), pelo contrário, me dou muito bem com ele. Aquele episódio não foi por conta do Guerrero, foi por conta do Dudu. Mas não afeta nada. Eu tenho que tratar os assuntos do Corinthinans com quem gosto ou não, mas me dou bem com o Bruno - explicou.

MAIS UMA RENOVAÇÃO

Outro atacante do Corinthians cujo o contrato está perto de acabar é Emerson Sheik. O vínculo dele com o clube acabará em 31 de julho deste ano. Mesmo com o jogador sendo um dos principais destaques de Tite no início da temporada, Roberto de Andrade mantém a cautela sobre uma eventual renovação.

- Nós não estamos com pressa, o contrato dele só acaba no meio do ano. A gente vai avaliar tudo isso ainda - finalizou.