icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
23/07/2013
07:06

A diretoria do São Paulo já previa confusão no churrasco organizado no último domingo, na sede social do Morumbi. Por isso, diversos seguranças que acompanham os jogadores estavam no local do evento.

- Eu havia recebido algumas informações que poderia haver alguma confusão porque algo havia sido dito no Twitter. Por isso, eu coloquei seguranças do São Paulo. No evento de mil pessoas, duas pessoas se indisporam. O evento foi perfeito, foi um sucesso para a parte social. Começou às 9h e terminou às 21h, mas é claro que eu não gosto de confusões. E o vídeo mostra que os seguranças foram perfeitos. Obedeceram as ordens e não houve agressões - afirmou Roberto Natel, vice-presidente social.

Responsável pelo evento, Natel explica porque os membros da torcida organizada estavam lado a lado com sócios e a diretoria do clube:

- Tem um sócio que é da torcida organizada. Ele leva outros dois convidados, o que eu posso fazer? Não posso impedir, já que não impedi nenhum outro convidado dos outros sócios. É logico que a gente fica meio assim, mas faz parte. A gente não tem como controlar tudo. Vieram falar comigo, eu nem os conhecia, mas disse que meu negócio é o evento social.

- O evento era social, não tinha nada a ver com futebol e política. Eu estava inaugurando arquibancada, vestiário, sala de massagem e placar dos campos sociais. Estão querendo transformar em evento político e de futebol, algo que não tem nada a ver. Era social. O evento estava programado há mais de dez dias e o Juvenal teve a hombridade de estar presente, assim como toda a diretoria do São Paulo - completou.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo

A diretoria do São Paulo já previa confusão no churrasco organizado no último domingo, na sede social do Morumbi. Por isso, diversos seguranças que acompanham os jogadores estavam no local do evento.

- Eu havia recebido algumas informações que poderia haver alguma confusão porque algo havia sido dito no Twitter. Por isso, eu coloquei seguranças do São Paulo. No evento de mil pessoas, duas pessoas se indisporam. O evento foi perfeito, foi um sucesso para a parte social. Começou às 9h e terminou às 21h, mas é claro que eu não gosto de confusões. E o vídeo mostra que os seguranças foram perfeitos. Obedeceram as ordens e não houve agressões - afirmou Roberto Natel, vice-presidente social.

Responsável pelo evento, Natel explica porque os membros da torcida organizada estavam lado a lado com sócios e a diretoria do clube:

- Tem um sócio que é da torcida organizada. Ele leva outros dois convidados, o que eu posso fazer? Não posso impedir, já que não impedi nenhum outro convidado dos outros sócios. É logico que a gente fica meio assim, mas faz parte. A gente não tem como controlar tudo. Vieram falar comigo, eu nem os conhecia, mas disse que meu negócio é o evento social.

- O evento era social, não tinha nada a ver com futebol e política. Eu estava inaugurando arquibancada, vestiário, sala de massagem e placar dos campos sociais. Estão querendo transformar em evento político e de futebol, algo que não tem nada a ver. Era social. O evento estava programado há mais de dez dias e o Juvenal teve a hombridade de estar presente, assim como toda a diretoria do São Paulo - completou.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo