icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
17/03/2014
13:27

O gerente de futebol Edu Gaspar foi escolhido pela assessoria de imprensa do Corinthians para conceder entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira no CT. E a escolha não foi por acaso, afinal, há muito o que se explicar depois de uma eliminação precoce no Estadual.

De cara, o ex-jogador fez questão de repudir as declarações de Romarinho e as insinuações de Mano Menezes. Deixando claro que falava em nome do clube, Edu Gaspar rechaçou culpa do São Paulo na eliminação alvinegra, repudiando uma possível facilitação do rival ao Ituano.

Questionado se os comandados de Muricy Ramalho entregaram o jogo, respondeu:

- Não! Eu digo que não vamos envolver uma coisa com a outra, a desclassificação foi culpa do próprio Corinthians. Agora é saber onde erramos que, para nós, está claro. O problema foram as quatro derrotas consecutivas, deveríamos estar classificados e não estar brigando para estar vivo para uma possível classificação. É assumir e saber onde erramos para não acontecer de novo - afirmou.

- Hoje estou aqui para representar a todos, vim falar pelo clube, após a reunião que tivemos - completou Edu Gaspar, citando o encontro que teve com o presidente Mário Gobbi e o técnico Mano Menezes antes de conceder a entrevista coletiva.

Na sequência, perguntando sobre a ênfase que deu no momento de falar 'não', o gerente de futebol voltou a dizer que a culpa foi do próprio clube.

- Eu só falei um 'não' para que não vincule uma coisa com a outra. Quero deixar claro que nós, do Corinthians, sabemos onde erramos e sabemos onde estamos. Quanto ao Romarinho e ao Mano, eu já tive lá dentro (como jogador) e sei o que é falar no calor da partida, sabendo da não classificação. Pega você ali no pé do campo, no calor do jogo, é normal falar no calor e o Mano da mesma forma - lembrou.

Edu afirma que eliminação vai causar mudanças no Corinthians

- Obviamente não estava nos planos não estar classificados, tínhamos esse objetivo, mas infelizmente não conseguimos. Temos consciência de que o Corinthians, independentemente da importância da competição, da modalidade, da idade, tem de entrar para ganhar. Vamos tentar reajustar algumas coisas para a Copa do Brasil e para o Brasileiro - completou.

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira, às 22h, pela Copa do Brasil. O jogo será contra o Bahia de Feira (BA).