icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
05/11/2013
08:02

A fase de reformulação do Corinthians deve passar também pela parte de cima do departamento de futebol profissional. A primeira, e mudança praticamente certa, é a saída de Roberto de Andrade do cargo de diretor de futebol.

Pré-candidato da situação à sucessão de Mário Gobbi Filho em 2015, ele deve abandonar os trabalhos diários para se ocupar apenas com a campanha eleitoral para a sucessão presidencial. Para o seu lugar, a tendência é que o escolhido seja Duílio Monteiro Alves, diretor-adjunto e segundo na diretoria.

Com isso, o mandatário alvinegro vai precisar nomear um novo diretor-adjunto para auxiliar o mais novo promovido no CT Joaquim Grava. Por enquanto, nenhum nome aparece com força.

Quem também não tem seu emprego garantido no próximo ano é Edu Gaspar. Ex-volante do Corinthians, o gerente de futebol é contratado do clube, mas sua continuidade depende de até onde a reformulação no departamento chegará. Caso Tite deixe o Timão, o técnico substituto terá papel determinante na permanência de Edu.