icons.title signature.placeholder Marcello Vieira
21/07/2014
13:26

Apesar da vitória sobre o Santos por 1 a 0 na noite deste domingo em Volta Redonda, a diretoria do Fluminense ficou bastante irritada com a arbitragem de Leandro Pedro Vuaden, que anulou um gol legal de Cícero no segundo tempo. O desconforto com as arbitragens é ainda maior porque no jogo anterior, contra o Criciúma, o Flu também foi prejudicado pela marcação de um pênalti inexistente em Paulo Baier. Vice de futebol tricolor, Mário Bittencourt, disse que enviará ofícios à CBF com imagens do erro e cobrará comissão de arbitragem por mudanças.

- Vamos enviar à CBF os dois ofícios com as imagens da arbitragem do jogo contra o Criciúma e contra o Santos. Fomos absurdamente prejudicados nas duas ocasiões e isso, no final das contas, faz a diferença. Com um ponto a mais no jogo com o Criciúma estaríamos hoje na segunda posição do Campeonato Brasileiro. Imagine se não tivéssemos vencido ontem pelo gol mal anulado do Cícero? Estaríamos fora do G-4 por equívocos absurdos no critério de arbitragem. Venho alertando sobre esta questão independentemente do resultado que temos. Nossa preocupação é com o nível da arbitragem em geral porque isso atrapalha o desenvolvimento do campeonato como um todo - explicou o dirigente ao LANCE!Net.



Questionado sobre quais providências à CBF poderia tomar após a reclamação do Fluminense, Mário Bittencourt não descartou as suspensões de árbitros que tenham feito um trabalho ruim:

- Esperamos que a CBF e sua comissão de arbitragem comecem a tomar algumas medidas para elevar o nível e que recicle ou suspenda os árbitros que forem mal. Uma arbitragem de alto nível contribui para a qualidade dos jogos.