icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
14:03

A diretoria do Flamengo, enfim, conseguiu vender os relógios personalizados da Hublot, fabricadas especialmente em homenagem ao Rubro-Negro. De acordo com o clube, o valor arrecadado na venda das seis peças chegou a R$ 102.600,00. Na terça-feira a noite, um evento na sede do clube reuniu 14 sócios que se disponibilizaram a pagar a quantia mínima de R$ 15 mil por cada relógio.

- Quando o Flamengo anunciou essa venda, já fiquei com muita vontade de participar. Não perdi tempo e me candidatei. Esse relógio vai passar pelas futuras gerações da minha família. Estou muito feliz por ajudar o Flamengo também - disse um dos compradores, Leonardo Rocha.

Cinco destes relógios foram utilizados pela antiga diretoria rubro-negra. O sexto, sem uso, estava no cofre do Flamengo por decisão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. O mandatário foi presenteado no dia da posse.


Compradores mostram os relógios personalizados após leilão na Gávea (Foto:Divulgação)

- Manter os relógios no cofre do Flamengo não fazia sentido algum. Agora, eles estão em boas mãos. Os rubro-negros que se prontificaram a participar deste evento saem daqui muito felizes, principalmente por estarem ajudando o clube", disse Rodrigo Tostes, vice-presidente de finanças do Flamengo, que acompanhou o evento.

Três dos relógios foram postos a leilão no último mês de abril em um site especializado. Porém, nenhum foi vendido e, sequer, receberam algum lance. Também de acordo com o clube, todo o dinheiro arrecadado será investido no CT George Helal, o Ninho do Urubu.

A diretoria do Flamengo, enfim, conseguiu vender os relógios personalizados da Hublot, fabricadas especialmente em homenagem ao Rubro-Negro. De acordo com o clube, o valor arrecadado na venda das seis peças chegou a R$ 102.600,00. Na terça-feira a noite, um evento na sede do clube reuniu 14 sócios que se disponibilizaram a pagar a quantia mínima de R$ 15 mil por cada relógio.

- Quando o Flamengo anunciou essa venda, já fiquei com muita vontade de participar. Não perdi tempo e me candidatei. Esse relógio vai passar pelas futuras gerações da minha família. Estou muito feliz por ajudar o Flamengo também - disse um dos compradores, Leonardo Rocha.

Cinco destes relógios foram utilizados pela antiga diretoria rubro-negra. O sexto, sem uso, estava no cofre do Flamengo por decisão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. O mandatário foi presenteado no dia da posse.


Compradores mostram os relógios personalizados após leilão na Gávea (Foto:Divulgação)

- Manter os relógios no cofre do Flamengo não fazia sentido algum. Agora, eles estão em boas mãos. Os rubro-negros que se prontificaram a participar deste evento saem daqui muito felizes, principalmente por estarem ajudando o clube", disse Rodrigo Tostes, vice-presidente de finanças do Flamengo, que acompanhou o evento.

Três dos relógios foram postos a leilão no último mês de abril em um site especializado. Porém, nenhum foi vendido e, sequer, receberam algum lance. Também de acordo com o clube, todo o dinheiro arrecadado será investido no CT George Helal, o Ninho do Urubu.