icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
02/06/2014
08:00

Campeão de tudo o que disputou nesta temporada, o time de basquete do Flamengo terá enormes desafios pela frente: disputará o título da Copa Intercontinental com o Maccabi Tel Aviv (ISR), nos dias 26 e 28 de setembro, no Maracanãzinho, fará dois jogos com times da NBA em outubro, nos Estados Unidos, e tentará defender os títulos do Estadual, da Liga das Américas e do NBB.

Apesar de a festa pelo título nacional ainda nem ter terminado, para a diretoria a temporada 2014/2015 já tem início hoje. E, antes de pensar em reforços ou na manutenção de atletas, a missão será a renovação dos contratos da comissão técnica. O treinador José Neto – que chegou em 2012 – e seus auxiliares ficarão sem vínculo com o clube.

– Nosso desafio é fechar com a comissão técnica, para aí sim pensar em montar um time competitivo. Mas não iremos fazer loucura. Trabalharemos dentro do nosso orçamento, com responsabilidade – afirmou Marcelo Vido, diretor executivo de esportes olímpicos do Flamengo.

Após a vitória sobre o Paulistano, por 78 a 73, no sábado, Neto não quis falar muito sobre seu futuro.

– É difícil pensar nisso (renovação) logo depois da final. Vamos conversar depois para ver o que faremos. Mas o Flamengo é muito grande – disse o treinador, ainda em quadra.

Do elenco que disputou esta temporada, apenas os alas Marcelinho Machado e Marquinhos e o pivô Cristiano Felício têm a permanência no clube assegurada por mais um ano. Todos os demais atletas ficarão sem vínculo a partir do próximo dia 30.

Para montar o time, a diretoria investiu só em salários R$ 4,2 milhões para o ano. O valor é o maior entre os 17 clubes que participaram da edição do NBB encerrada sábado.

As competições que o clube disputará e os dois inéditos jogos na pré-temporada servem como trunfo do clube para reforçar o elenco.

– Creio que estamos bem no mercado para fazer um time competitivo, mas também existe um outro lado. Os jogadores estão valorizados e pode ter muita gente querendo tirá-los daqui – disse Vido.

Outra negociação será para conseguir patrocinadores. O acordo com a empresa de TV por assinatura Sky era válido até o término do NBB. Já o vínculo com a Universidade Estácio vai até o fim do ano.

Premiação já está combinada

Pelo título do NBB, todos os jogadores e integrantes da comissão técnica receberão uma bonificação, como previsto em contrato. O valor, equivalente a um salário, deve ser pago até o fim do mês.

– Fecharemos todas as nossas contas nesta semana, a bilheteria que tivemos na final e, aí sim, acertaremos o pagamento – afirmou Marcelo Vido.

O QUE DISSERAM

“Gostaria de ficar, mas o basquete também é um negócio. Agora, vou celebrar um pouco, falar com a diretoria, com meu agente para ver o que acontece”
Jerome Meyinsse
Pivô do flamengo e MVP da final

“Não sei o que vai acontecer. Não falei com ninguém do clube, nem com meu agente. Estava pensando apenas na final. Vou para a Argentina agora muito feliz, me senti bem no Rio de Janeiro, de verdade. Gostei muito de tre vindo para cá. Claro que a possibilidade de jogar uma Intercontinental e contra times da NBA é atrativo, mas antes disso tenho o Sul-Americano, com a seleção”
Nicolás Laprovíttola
Armador argentino do Flamengo

“O Flamengo é uma grande vitrine. É um clube que vai brigar pelo título Mundial, vai enfrentar equipes da NBA. Tenho muita vontade de ficar. Não só por mim, mas também por este grupo, que me ajudou muito durante a minha recuperação. Precisamos ver apenas a questão contratual”Vitor Benite
Ala do Flamengo