icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2014
10:02

A situação envolvendo a manutenção de Willian no Cruzeiro ainda não teve um desfecho. A cúpula, no entanto, segue confiante em um desfecho positivo. O gerente de futebol Valdir Barbosa não é o responsável por costurar o acordo, mas está por dentro das negociações entre Raposa e Metalist Kharkiv (UCR), detentor dos direitos econômicos do atacante.

O dirigente revela que conversou com o diretor de futebol Alexandre Mattos, responsável por conduzir as tratativas, e segue otimista em relação à permanência do jogador.

– O presidente (Gilvan de Pinho Tavares) mantém o otimismo. Eu até conversava com o diretor de futebol, Alexandre Mattos, a respeito desse assunto, ele também está muito otimista. A coisa está praticamente acertada em termos de valores, falta uma coisinha na forma de pagamento, mas não será empecilho para que o Willian permaneça no Cruzeiro – disse, em entrevista à Rádio Itatiaia.

O Cruzeiro pagará € 3,5 milhões (R$ 10,4 milhões) em sete parcelas para o clube que detém os direitos do jogador. A única pendência, conforme revelado pelo mandatário Gilvan de Pinho Tavares, é o local em que o montante será depositado.

Valdir Barbosa ainda faz elogios ao jogador, um dos principais nomes do campeão brasileiro na temporada passada.

– É um jogador que esteve muito bem aqui no ano passado, neste ano, e nessa caminhada nossa será muito importante para mais um título – concluiu.

Apesar da pendência entre as agremiações, Willian segue treinando com o restante do elenco na Toca da Raposa 2. O Metalist Kharkiv autorizou que o atleta siga em Belo Horizonte.