icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/03/2014
09:03

Andrés Sanchez foi convocado pelo Conselho Deliberativo para fazer uma explanação sobre a Arena Corinthians na próxima segunda-feira, no Parque São Jorge. Antes, porém, o principal responsável pelo andamento das obras em Itaquera foi obrigado a dar explicações à diretoria.

Na noite da última quarta-feira, o presidente Mário Gobbi Filho, o vice Eli Werdo e os outros responsáveis pelos principais departamentos do clube ouviram detalhes da construção. De acordo com o mandatário, o bate-papo foi satisfatório.

- Tivemos uma reunião de diretoria com o Andrés, a nosso pedido. Ele foi lá nos explicar, fez uma explanação do estádio, de como estão as coisas, de como será e ficamos bem animados com o que ouvimos - afirmou Gobbi.

Neste momento, além do prazo de conclusão da obra, há uma grande preocupação em relação às instalações provisórias pedidas pela Fifa, que custarão cerca de R$ 60 milhões. Questionado sobre o assunto, Gobbi preferiu usar as palavras do ex-presidente na reunião da diretoria.

- A resposta minha é a mesma que a dele: "Fique tranquilo que alguém vai pagar essa conta". A Copa acontecerá lá, o Corinthians terá o estádio dele - afirmou.

- Preocupado nós estamos também, mas é algo que, para o Corinthians, não trará benefício nenhum. Acabou a Copa? Vai sair de lá, não é do Corinthians. Não vamos nos beneficiar com o que estão pedindo, cada um tem que olhar para o seu umbigo e ver seus interesses, com o país e a Copa - finalizou.

Andrés Sanchez, nas últimas entrevistas, afirmou que o clube arcará com as estruturas provisórias.