icons.title signature.placeholder Alexandre Braz e Paulo Victor Reis/RADAR
20/02/2015
08:58

Jobson tem contrato com o Botafogo somente até o dia 24 de junho. Por isso, a diretoria alvinegra já se movimenta e negocia a renovação do compromisso com o jogador.

Com um bom comportamento fora dos gramados, o atacante está cheio de moral. Os dirigentes entendem que ele pode render ainda mais se mantiver a cabeça no lugar.

O vice-presidente de futebol do Botafogo, Antônio Carlos Mantuano, falou com o LANCE!Net e fez elogios ao atacante. Ele comentou que, no início do ano, o departamento de futebol e o técnico René Simões procuraram o jogador.

- O Jobson teve uma conversa franca com a nova gestão no início deste ano. Depois da passagem que teve pelo Oriente Médio, ele repensou muita coisa. Está muito bem, tem se comportado como um atleta. Tem ainda mais potencial. Não temos do que nos queixar. No momento certo, o Botafogo vai conversar com o Jobson (sobre renovação). Ele tem se comportado como um atleta, está muito bem. Não temos do que nos queixar até o momento - comentou o dirigente.

Inicialmente, a ideia da diretoria alvinegra era estender o contrato do jogador até dezembro. O departamento de futebol ainda discute as bases do novo vínculo.

Jobson já se mostrou favorável à permanência no clube. Ele está na quarta passagem pelo Botafogo.

O atacante chegou ao Glorioso em 2009, quando se destacou com belos gols e muitos dribles, no Campeonato Brasileiro daquele ano. Na ocasião, Jobson foi fundamental, ao lado de Jefferson, para o Glorioso conseguir escapar do rebaixamento para a Segunda Divisão.

SEM QUALQUER DIFERENCIAÇÃO

A grande diferença nesta quarta passagem de Jobson pelo Botafogo é que a diretoria alvinegra e o técnico René Simões entenderam que o jogador não deve receber tratamento diferenciado. Atualmente, o clube não conta com psicólogo. Antes, Jobson tinha que se consultar com especialistas. Por enquanto, a estratégia do clube deu certo. Jobson começou a se destacar ainda na pré-temporada, quando começou como última opção entre os reservas do ataque, mas ganhou a titularidade com o passar do tempo.