icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
18:07

O México chegou ao Brasil via repescagem. Agora, com Miguel Herrera no comando, as dúvidas foram reduzidas após a preparação nos Estados Unidos, e o diretor esportivo Ricardo Peláez pede que os fás confiem na equipe.

Com base no esforço e dedicação dos atletas nas última semanas, Peláez fala de um “milagre” para fazer uma participação histórica.

- Os milagres existem, são uma realidade. Temos que trabalhar forte, comprometidos e ter garra diante Camarões para sairmos com os três pontos. São três partidas que não podemos deixar de ter vontade e ânimo para seguir lutando e fazer um resultado histórico – declarou o dirigente.

O México estreia contra Camarões na Arena das Dunas, em Natal (RN), na sexta-feira. Na sequência enfrenta o Brasil e termina a participação no Grupo A diante da Croácia. .

O diretor mexicano ainda pediu que os jogadores pensem grande e que os torcedores confiem na equipe.

- Os sonhos se cumprem. Tem que visualizar a vitória e as metas sempre têm que ser altas para poder conquistá-las. Nada é impossível – disse Peláez, acrescentando que:

- Vou lutar até a morte para alcançarmos as metas que temos traçadas e queremos fazer história. Agora, cada um pode interpretar como quiser.

O Brasil é anfitrião e favorito para ganhar a Copa, mas Peláez considera que o México chegará bem para o confronto no dia 17 de junho em Fortaleza (CE).

- Quando existe uma diferença na qualidade dos jogadores, é possível nivelar e equilibrar o jogo correndo, lutando e tendo muita determinação. Porque não podemos fazer uma boa partida contra o Brasil? - questionou.