icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/12/2013
15:35

O superintendente de futebol do Joinville, César Sampaio, lamentou o comportamento dos torcedores de Vasco e Atlético-PR que entraram em confronto durante o jogo entre as equipes, domingo, na Arena Joinville. O ex-volante disse que o confronto "em sua casa" o envergonha, e será preciso tomar medidas drásticas para evitar novos problemas.

- Foi uma cena lamentável, que nos envergonha. Não dá para qualificar eles como torcedores. Temos que tomar uma providência mais drástica, hoje é complicado levar uma criança ou um idoso para uma partida, é um risco - disse Sampaio, durante o evento da Bola da Prata, em São Paulo (SP).

No jogo que definiu o rebaixamento do Vasco, torcedores do Furacão e do Cruz-maltino entraram em confronto nas arquibancadas da Arena Joinville. Quatro pessoas foram encaminhadas para hospitais em Santa Catarina e três já receberam alta - apenas um ainda está internado. Não havia policiais no estádio, o que potencializou o confronto. Sampaio diz não saber o motivo pelo qual só tinham seguranças particulares dentro do estádio.

- Não poderia ter policiamento dentro do estádio, mas não sei de quem foi a ordem. E os que estavam lá eram profissionais que não estão acostumados com futebol e não tiveram a destreza naquele momento - completou.