icons.title signature.placeholder David Nascimento
05/02/2015
11:35

O diretor executivo geral do Flamengo, Fred Luz, falou com os jornalistas após a vitória rubro-negra por 4 a 0 diante do Barra Mansa, na noite da última quarta-feira, no Maracanã. Por conta das recentes polêmicas com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), devido aos ingressos das partidas, e por um fortalecimento do futebol no Rio, o dirigente afirmou que a discussão ainda não terminou.

- O Flamengo é parte do campeonato, parte da federação, e entende que lá na frente é preciso um entendimento. Hoje, estamos com visões distantes do que entendemos que as coisas devem acontecer. O caminho é longo pela frente. Flamengo e Fluminense não vão parar, isso está claro. Vamos discutir esses ativos. A discussão demorará mais um tempo e precisamos rever isso para fortalecer o futebol do Rio de Janeiro. Estamos ficando para trás financeiramente por falta de entendimento da Federação - afirmou o dirigente.

E MAIS!
> LANCE! Com a palavra: 'Flamengo e a mágica de jogar no Maracanã'
> Invasão da torcida do Fla em Macaé deve ser julgada na quarta-feira
> VÍDEO É você, Pet? Argentino faz golaço de falta no Maracanã

Diante do Barra Mansa, o valor promocional dos ingressos colocado em arbitral da Federação ainda esteve valendo - uma carga de mil entradas foram disponibilizadas por R$ 20 a inteira, metade do preço normal. Para não ter prejuízos, o Flamengo e o Maracanã fizeram uma operação improvisada para o jogo - como apenas dois dos quatro telões funcionaram, parte dos refletores ficaram apagados, as entrevistas não foram realizadas no auditório do estádio. Resultado disto, segundo Fred Luz, será um lucro entre R$ 10 mil e R$ 15 mil.

- Esse jogo desta quarta-feira, como a Ferj flexibilizou o entendimento, já foi viável, embora isso ainda esteja longe do que achamos ideal na questão de preço. Achamos que cada clube deve ter o direito de estabelecer o seu preço como mandante. No final das contas, depois de pagar exame antidoping, vai deixar entre R$ 10 mil e R$ 15 mil. É quase não ter receita. Pelo menos, não teremos prejuízo. Diante de tudo que aconteceu, a operação acabou sendo improvisada para este jogo. Até sexta à noite, existia o risco de nem acontecer por causa da prática da meia-entrada universal. Pelo menos, a federação entendeu que era ilegal - concluiu o diretor.

No sábado, o Flamengo volta a campo diante do Resende, em Volta Redonda.