icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/02/2015
11:05

Homem forte de Mário Gobbi Filho no departamento de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes está em seus últimos dias no cargo de diretor e, por meio de uma carta, agradeceu ao atual presidente e a todos que o apoiaram durante sua passagem como diretor de futebol do clube.

De uma família envolvida com a política do Corinthians, Ximenes é sócio do clube desde os três anos. Seu avô, Maximiliano Ximenes, foi vice-presidente entre os anos 1950 e 1960 e seu pai, também chamado Ronaldo, foi vice do Conselho Deliberativo. O dirigente era secretário-geral da presidência desde o início da gestão de Gobbi e, a partir do início do ano passado, virou diretor de futebol, sucedendo Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves.

Ele foi importante na reformulação do elenco no ano passado, ao lado do técnico Mano Menezes. Com as saídas de jogadores como Pato, Douglas e Sheik em 2014, por exemplo, o clube economizou cerca de R$ 1,5 milhão por mês.

Confira na íntegra a carta de agradecimento de Ronaldo Ximenes:
"Corinthianos e corinthianas,

Estamos a dois dias do processo eleitoral que escolherá a nova diretoria do Sport Club Corinthians Paulista para o triênio 2015-2018. Com o pleito, é encerrado o mandato do atual presidente e de todos os seus diretores. Por isso, antecipo-me à verdadeira festa democrática e dirijo-me a vocês.

Primeiramente, agradeço todas as formas de apoio que recebi nestes três anos que participei da diretoria, como secretário geral, inicialmente, e mais tarde como diretor de futebol, cargo que ocupo até hoje. Todos os apoios foram fundamentais.

Como corinthiano e sócio do clube desde 1984, na época com apenas três anos de idade, manifesto a alegria e orgulho em ter participado da gestão do presidente Mário Gobbi, um dos mais vitoriosos, dentro e fora de campo. Dentro de campo, no futebol profissional, tivemos a alegria de vibrar com as conquistas da Libertadores, do Mundial, da Recopa e do Paulistão de 2013. Na base foram mais de 30 títulos, além da recente conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Fora de campo também vimos conquistas, mas nada pod ser comparada à inauguração da nossa Arena, iniciada na gestão anterior, do hoje deputado federal Andrés Navarro Sanchez.

O último ano foi em particular um ano difícil, um ano de reformulação e oxigenação no futebol profissional. Após um ciclo extremamente vitorioso, era difícil começar de novo, mas com todas as adversidades começamos e, de 10º lugar no Campeonato Brasileiro de 2013, terminamos em 4º no ano passado. Após a vitória de ontem contra o Once Caldas, demos um grande salto para disputar a Libertadores nesta temporada. Esse era o objetivo. Sabíamos que colheríamos os frutos deste ano em diante. Temos certeza que estamos no caminho certo. Acertamos e erramos sempre com o objetivo final de acertar, mas creio que o saldo seja positivo.

Com o fim do mandato do Presidente Mário Gobbi, deixo a diretoria de futebol, mas nosso time conta com um técnico vencedor e com um qualificado elenco, capaz de dar muita alegria aos corinthianos. No último ano renovamos contrato do Cássio, Gil, Fábio Santos, Fagner, Danilo, entre outros. Contratamos ainda: Luciano, Petros, Bruno Henrique, Lodeiro e Walter, por exemplo. Entre 2014 e 2015, honrando nossas tradições, oito jogadores da base subiram para o profissional. Não podemos esquecer da batalha vivida para repatriar o Elias e do esforço feito para ter o Jadson. Todavia, ressalto que nada disso seria feito sem a confiança do nosso presidente.

A você, presidente Mário Gobbi, presidente campeão de todos os títulos, meus sinceros agradecimentos por esses três anos de convivência. Agradeço o espaço, a liberdade e a confiança. Parabéns por sua gestão. Por mais que eu fale, a história o julgará. Lembro que a história vive de fatos e não boatos.

Também agradeço à minha família pelo apoio e ao meu pai, que me fez corinthiano. Agradeço também aos ensinamentos e incentivo do vereador José Américo e a atenção constante do Dr. Eugênio Carlos Ferrari.

A partir de agora, talvez no Conselho Deliberativo, mas certamente na base do clube, quero contribuir na discussão de outros temas fundamentais. O Sport Club Corinthians Paulista requer mais participação do sócio e do Fiel Torcedor. O clube requer ajustes no estatuto que democratize ainda mais o acesso dos sócios à vida política do clube e que crie mecanismos mais concretos para o planejamento e execução orçamentária. Nesta tarefa me esforçarei, sempre com o objetivo de servir ao Corinthians e não de ser servido. Ressalto que são poucos os que passam pelo futebol e podem falar isso com tranquilidade. Graças a Deus, a quem devo tudo, eu posso. Isso não é qualidade, é obrigação, mas faço questão de citar.

Deixo a diretoria de futebol, reafirmando que continuarei lutando para um Corinthians melhor. Aos meus 33 anos ainda possuo muito tempo para lutar.

Isto não é um adeus, é um até breve!

À nação, meu respeito e minha admiração.

Ao novo presidente, sabedoria e sucesso.

Ao meu sucessor, muitas vitórias.

Aos jogadores, comissão técnica, funcionários do clube e do CT, muito obrigado.

A Deus, sempre obrigado.

Vai, Corinthians."

Ronaldo Ximenes