icons.title signature.placeholder Enrico Bruno
25/07/2014
17:37

A ausência de Ronaldinho no jogo de despedida do ex-jogador Deco pegou a diretoria atleticana de surpresa. O camisa 10 do Atlético-MG perdeu o voo para a cidade de Porto e ainda possui paradeiro desconhecido. Nesta tarde de sexta-feira, na reapresentação dos jogadores após o título da Recopa, o diretor de futebol Eduardo Maluf tentou explicar a ausência do jogador no centro de treinamento. Maluf ainda disse que o clube não foi procurado pelo jogador ou seu irmão/agente Assis para esclarecer o ocorrido.

- Eu não quero passar o carro na frente dos bois. Aqui no Atlético nós não ligamos para jogador nenhum, eles sabem os compromissos que possuem com o clube. Nossa postura é firme, vamos dar uma oportunidade ao Ronaldo. Ele pode me ligar agora, o Assis pode me ligar para dar uma justificativa ou tentar contornar a situação, ou será punido. Eu vou dar o direito dele se explicar. Na terça, estaremos aqui novamente falando sobre isso. Não acobertamos nenhum jogador - falou o diretor de futebol, confirmando que o Atlético-MG aguarda pelo contato ou explicação do jogador até a semana que vem.

Ronaldinho entrou em acordo com a diretoria alvinegra e o técnico Levir Culpi antes do final de semana, solicitando uma 'folga' na partida deste domingo, diante do Sport, já que teria um compromisso marcado para esta sexta, no jogo festivo de Deco.

-Na sexta-feira, fomos procurados pelo Assis que nos colocou cientes do jogo de despedida do Deco, em que o Ronaldo tinha interesse de ir. Sentei com o Levir e entendemos que não falaríamos sobre isso até a final da Recopa, mas que o Ronaldo estaria liberado para a partida em Portugal e iria se reapresentar na terça-feira, portanto, estaria fora do jogo de Recife - acrescentou Maluf, entendendo ainda como normal o sumiço do jogador da Cidade do Galo, já que também não compareceu à partida de despedida do ex-companheiro de clube.

- Meu modo de entender é do técnico, que abriu mão do jogador, pois precisava testar uma outra formação. O Levir entendeu que poderia abrir mão dele, não vejo problemas. Se o técnico pedisse para voltar, ele voltaria. Se o Levir entende que o momento é de testar outra formação, nós vamos esperar o Ronaldo na sua reapresentação e dar a versão dele. Acho isso normal, só atendo aquilo que o técnico pede - finalizou Maluf.