icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
16:27

O diretor de futebol do Corinthians Roberto de Andrade, ao contrário do esperado, ainda não se afastará do cargo. A expectativa é que a saída ocorra apenas em 2014, quando o planejamento para o primeiro semestre já estiver concluído.

- Não sei ainda (sobre quando sairá). A gente está vendo, essa história de eleição está um pouco distante, temos um grupo, temos de nos reunir para oficializar. Como isso não aconteceu, permaneço no cargo até quando o presidente achar que devo ficar - afirmou Andrade, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Como mostrou a coluna De Prima, no dia 10 de outubro, Roberto será o candidato à presidência da situação, nas eleições de fevereiro de 2015, e passará os próximos meses trabalhando para fortalecer a sua imagem no clube.

Quando Roberto deixar o cargo, o atual diretor-adjunto Duílio Monteiro Alves assumirá o principal cargo da diretoria de futebol, e o gerente Edu Gaspar, que renovou contrato por mais dois anos, passará a trabalhar de forma ainda mais ativa na busca por reforços. Outra novidade na direção pode ser a efetivação do agora ex-lateral-direito Alessandro como uma espécie de profissional responsável por fazer o meio de campo entre diretoria e elenco.

- Alessandro todos sabem o grande jogador que é. Ele é uma grande pessoa, o Corinthians tem a ideia de aproveitá-lo, mas ainda não sentamos com ele. Ele está de férias, eu falei para curtir as férias e, quando o elenco se apresentar, a gente vai sentar e conversar - disse o diretor.

Sob a direção de Roberto de Andrade, o Corinthians conquistou cinco títulos; Campeonato Brasileiro (2011), Copa Libertadores (2012), Mundial de Clubes (2012), Campeonato Paulista (2013) e Recopa Sul-Americana (2013).

DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA EM 2015

Antonio Roque Citadini, jurista e ex-vice-presidente corintiano entre 2001 e 2004, será um dos candidatos da oposição na eleição presidencial do Corinthians no início de 2015. Os conselheiros Osmar Stabile, André Luiz de Oliveira e Paulo Garcia também cogitam participar do pleito.