icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/02/2015
15:36

Diretor executivo de comunicação da Copa do Mundo de 2022, Nasser Al Khater garantiu que o torneio pode ser disputado durante o verão do Hemisfério Norte, ou seja, em junho/julho, como nas edições passadas, desde 1930. O tema está em pauta por conta das temperaturas elevadas do país asiático, que, nesta época, batem os 40 graus. A Fifa, inclusive, estuda realizar o Mundial entre novembro a dezembro, época de um clima mais suave.

Em entrevista ao jornal "Marca", da Espanha, Al Khater afirmou que o desafio de driblar o calor mostrará um Qatar preparado para enfrentar a adversidade climática.

- No verão, podemos demonstrar ao mundo nossa capacidade de gerar os estádios e campos de treinamento com tecnologia de ponta que reduzirão as temporaturas. Em todos os locais teremos ar-condicionados. Seremos pioneiros nestes novos métodos. O Qatar não é o único país onde faz calor. Outros locais com intenso verão também já sediaram eventos esportivos - sublinhou o dirigente.

Outro assunto recorrente da Copa do Mundo de 2022 é a acusação de fraude nas eleições. Em 2010, o país foi eleito para organizar a competição. No entanto, sucessivos escândalos apareceram nos anos seguintes. De acordo com Khater, o Qatar colaborou em todas as investigações possíveis.

- Fomos claros e limpos desde o princípio. Os resultados não nos afetaram. Não entendemos a insistência dos ingleses em nos acusar. De qualquer forma, eles serão recebidos muito bem e com o coração aberto.