icons.title signature.placeholder João Pedro Marins e Luis Fernando Coutinho
09/04/2014
16:19

Campeão dos galos do UFC, Renan Barão não é derrotado em um combate de MMA desde sua estreia no esporte, em 2005. E 33 lutas depois, o potiguar tem pela frente um adversário confiante o suficiente para acreditar que não só o vencerá, mas que também será capaz de batê-lo com um nocaute. Em entrevista ao LANCE!Net, TJ Dillashaw falou sobre a disputa de cinturão contra o brasileiro no UFC 173, que acontece no dia 24 de maio, em Las Vegas.

Sonhando com a chance pelo título desde que entrou no Ultimate, o americano prega respeito ao campeão, mas isso não o impede de esbanjar confiança ao falar do confronto. Segundo ele, o fato de ser o azarão na disputa faz com que ele não se sinta pressionado por "não ter nada a perder".

- Quero uma vitória por nocaute. É como quero vencer Barão. Estou preparado para uma guerra de cinco rounds, estou lutando contra o campeão do mundo e um oponente muito duro, mas se pudesse escolher, escolheria nocauteá-lo. O que coloco na minha cabeça é que não tenho nada a perder. O bom de ser o azarão numa luta é que as pessoas não esperam que você vença. Quero subir lá e me divertir, pois não tem muita pressão em cima de mim - declarou o californiano, em conversa por telefone com o L!Net.

O americano ainda comentou a recente declaração dada ao site "MMA Fighting", onde criticou o preparo físico do brasileiro. Ao ser perguntado se usaria isso como estratégia para prolongar o duelo, Dillashaw fez questão de se explicar a respeito do assunto.

- Não penso que ele tenha um preparo físico ruim, só penso que tenho um ótimo condicionamento. Sei que trabalho muito duro. Obivamente sempre tento terminar a luta, não gosto de ir para a decisão dos juízes. Sempre que a luta vai para decisão dos juízes penso que poderia ter vencido e não quero que isso aconteça de novo. O plano é finalizar Barão. Não sei se vou conseguir fazer isso, vamos ver. Ele é um oponente muito duro, é campeão do mundo por um motivo, mas o objetivo é finalizá-lo - revelou o atleta.

Renan Barão e TJ Dillashaw fazem 'encarada virtual' para promover luta
 

O encontro entre Renan Barão e TJ Dillashaw será mais um capítulo das disputas entre as academias Nova União e Team Alpha Male. Ciente do retrospecto recente negativo da equipe americana contra atletas do time brasileiro, TJ quer começar a virar o jogo contra o potiguar.

- Acho que é muito bacana nossos times serem tão bons quanto são, com ótimos atletas. E claro, gostaria ser o cara a mudar o jogo para a Team Alpha Male. Respeito muito o time deles, mas estou empolgado para fazer isso - concluiu.