icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
08:49

Ao menos uma coisa será familiar para Diego Costa nestes primeiros momentos com a seleção espanhola: a 'casa' da estreia, o Vicente Calderón, onde o atacante está acostumado a jogar a marcar seus gols pelo Atlético de Madrid. O brasileiro, naturalizado para atuar pela Espanha, falou ao site oficial da seleção sobre a chegada ao grupo espanhol, a relação com o técnico Del Bosque e a expectativa pela estreia, que acontece hoje, contra a Itália, às 18h.

- Se estou aqui é por tudo que fiz no Atlético. Quero contribuir da mesma forma ou mais para ser importante e útil dentro da seleção. Tenho muita vontade de mostrar meu valor por tudo que se falou, tudo que se passou nestes meses. Tenho uma gana tremenda para esta partida - disse.

Sobre a chegada, o jogador revelou um pouco de insegurança em relação ao tratamento que dariam, mas elogiou a receptividade de todos.

- Tinha um pouco, não de medo, mas de receio de como seria. A verdade é que eles me surpreenderam bastante. Não vejo diferença em nada. Vejo um grupo muito unido. Koke e Juanfran (companheiros de Atlético de Madrid), como vieram outras vezes, quando tenho alguma dúvida pergunto a eles - revelou o atacante, que também falou em particular sobre os companheiros:

- Estar com a seleção é uma coisa de outro mundo. Eles se mostram muito tranquilos, muito humildes, e me tratam muito bem. Está sendo muito especial, tudo muito bem com todos, com os treinamentos... Treinei pouco, mas já se nota a qualidade que tem a seleção.

Diego Costa também falou do novo comandante e elogiou a personalidade tranquila do técnico Del Bosque.

- Tive uma boa impressão do treinador desde a primeira vez que estive com ele. Não vem sendo diferente. Passa a tranquilidade que todos precisamos. Estou muito contente por poder debutar no Calderón, que é a minha casa. Jogar contra a Itália sempre é uma motivação a mais. Tentarei ser eu mesmo, jogar com a tranquilidade e vontade que tenho sempre.