icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
15/11/2013
07:16

Durante anos, a principal expoente da Seleção feminina de handebol foi a goleira Chana. Mas, mesmo eleita a melhor arqueira do último Mundial, ela assistirá de casa a uma nova atleta tomar conta da sua posição: Bárbara Arenhart será a dona da meta brasileira no Mundial da Sérvia, que ocorrerá de 6 a 23 de dezembro.

Bárbara também esteve presente no Mundial de dois anos atrás, no Brasil. Coadjuvante, dividiu minutos com a companheira de gol, a quem refere-se como “professora”.

Mais madura, aos 27 anos, a gaúcha se vê pronta para assumir a responsabilidade. Mais do que isso, se vê pronta para conduzir a Seleção à primeira conquista em um torneio de grande calibre. Feito que quase aconteceu na Olimpíada de Londres-2012, ficou na sexta posição.

– Apesar de o grupo ter passado por algumas mudanças, estamos apresentando resultados muito positivos nos treinos e também nos torneios dos quais participamos. Tenho plena convicção de que estamos preparadas pra brigar por medalha já neste Mundial – disse Bárbara, em entrevista ao LANCE!Net.

Uma das apostas da Seleção Brasileira para este Mundial é o entrosamento. A goleira, por exemplo, é uma das sete atletas que atuam no clube austríaco Hypo – escolhido pela Confederação Brasileira (CBHb) para ser “base” do time na Europa.

Com as brasileiras, o Hypo ocupa a segunda colocação do Grupo A da fase classificatória da Champions League feminina, atrás do Gyori Audi, time húngaro atual campeão.

– A nossa preparação depende muito de como treinamos e jogamos aqui no clube. (O desempenho) É de extrema importância para o momento em que nos encontramos novamente – completou a goleira.

O Brasil vai estrear no Mundial da Sérvia no dia 7 de dezembro, contra a Argélia. O time nacional está no Grupo B da competição, que ainda conta com Sérvia, Dinamarca, China e Japão. As quatro melhores seleções da chave – cuja sede será em Nis –, avançam para as oitavas de final.