icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/04/2014
13:33

A Unilever joga neste sábado, às 10h, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ), para tentar obter uma vaga na final da Superliga Feminina de Vôlei pela décima vez seguida. Octacampeã do campeonato nacional, a equipe do técnico Bernardinho garante a vaga nesta noite com uma vitória contra o Vôlei Amil, de Campinas (SP).

No primeiro jogo da série semifinal, o time do Rio de Janeiro fez 3 sets a 0, em Campinas, e agora pode fechar a série. Para a ponteira Amanda, porém, a partida não será fácil.

- Ganhamos o jogo, mas definitivamente não foi fácil. As parciais foram lá em cima, e suamos muito a camisa para conseguir essa vitória. Mesmo com o jogo no Rio, sabemos que será ainda mais difícil, pois o Campinas virá com tudo para tirar uma vitória aqui - disse.

Amanda precisou de uma carga de treinos maior nos últimos dias para se adaptar ao Maracanãzinho, ginásio com dimensões maiores que o da Urca, onde a Unilever treina, e o do Tijuca Tênis Clube, onde o time carioca joga na Superliga:

- Tenho sempre que me preparar ainda mais para jogos em ginásios com a capacidade do Maracanãzinho. E não há nada melhor que treinar mais para poder ter cada dia mais confiança e tentar ajudar a equipe quando solicitada pelo Bernardinho.

Levantadora Fofão, ponteira Mihajlovic e líbero Fabi: destaques da Unilever (Foto: Divulgação)

Enquanto a Unilever se prepara para corresponder à expectativa da torcida no Rio, o Vôlei Amil vem para a Cidade Maravilhosa com apenas um resultado na cabeça: a vitória. Se vencer, o time do técnico José Roberto Guimarães forçará o terceiro jogo, no dia 18, em Campinas.

- Trabalhamos muito para chegar até aqui. No primeiro jogo da semifinal, a Unilever soube explorar nossos erros, enquanto nós não conseguimos aproveitar os pontos fracos delas. Agora temos que mudar essa história, pois jogamos a nossa vida no Rio. Estudamos mais ainda o time delas e vamos com tudo para conquistar o único resultado que nos interessa - disse Tandara, maior pontuadora da atual edição da Superliga.

De olho em seu primeiro título com a equipe de Campinas, a ponteira americana Kristin Richards, capitã da Seleção dos Estados Unidos de vôlei e uma das melhores defensoras desta Superliga, ressalta que o grupo vai precisar sacar melhor para não perder o jogo decisivo:

- Certamente vamos sacar melhor. Esse grupo treina muito, é unido demais e tem uma comissão técnica competente. Nessa segunda partida, sabemos que precisamos manter a estratégia do início ao fim, marcando bem a defesa para explorar ao máximo os contra-ataques.

Americana Kristin estará em quadra no segundo jogo da semifinal (Foto: Divulgação)