icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
06/07/2013
21:59

Uma das grandes curiosidades que gira em torno de uma cerimônia de abertura de um grande evento esportivo diz respeito ao que os atletas fazem antes e durante a festa. Neste sábado, com exclusividade, o LANCE!Net pôde acompanhar a rotina da delegação brasileira na abertura oficial da Universíade de Kazan, na Rússia.

Na Vila, os atletas foram levados pelos voluntários até os ônibus. A reportagem do L!Net testemunhou muitas brincadeiras e cantorias por parte dos brasileiros no trajeto até a Kazan Arena, palco da festa.

Chegando lá, enquanto esperavam do lado de fora a autorização para entrarem no estádio, os brasileiros tiraram fotos, filmaram e até jogaram bola com atletas de outros países. E houve muita, mas muita troca de pins entre os competidores. Assim como fotos com atletas dos mais diversos países.

Porta-bandeira do Brasil na festa, a jogadora de vôlei Amanda era uma das mais assediadas pelos estrangeiros. A barreira do idioma nã existia quando alguém queria tirar uma foto ou simplesmente trocar um pin.

Após uma longa espera, com a cerimônia já em andamento, os atletas foram autorizados a entrar para o desfile. E os brasileiros deram show, batendo palmas, cantando músicas e pedido a participação da torcida russa, que lotou o estádio.

Depois do desfile, os atletas foram levados para a arquibancada, onde encontraram uma sacola com utensílios para interação na festa. Num espetáculo de luzes e cores, em alguns momentos era necessário o uso de óculos 3D.

Depois de cerca de quatro horas de cerimônia, com direito a reclamações pelos longos discursos, inclusive do presidente da Rússia, Vladimir Putin, os brasileiros curtiram o acendimento da pira e voltaram para a Vila cansados. Mas como a fome era grande, muitos ainda deram uma passada no restaurante da Vila antes de irem dormir, mesmo já sendo de madrugada em Kazan.

* O repórter viaja a convite da CBDU

L!TV acompanha a linda festa de abertura da Universíade

Uma das grandes curiosidades que gira em torno de uma cerimônia de abertura de um grande evento esportivo diz respeito ao que os atletas fazem antes e durante a festa. Neste sábado, com exclusividade, o LANCE!Net pôde acompanhar a rotina da delegação brasileira na abertura oficial da Universíade de Kazan, na Rússia.

Na Vila, os atletas foram levados pelos voluntários até os ônibus. A reportagem do L!Net testemunhou muitas brincadeiras e cantorias por parte dos brasileiros no trajeto até a Kazan Arena, palco da festa.

Chegando lá, enquanto esperavam do lado de fora a autorização para entrarem no estádio, os brasileiros tiraram fotos, filmaram e até jogaram bola com atletas de outros países. E houve muita, mas muita troca de pins entre os competidores. Assim como fotos com atletas dos mais diversos países.

Porta-bandeira do Brasil na festa, a jogadora de vôlei Amanda era uma das mais assediadas pelos estrangeiros. A barreira do idioma nã existia quando alguém queria tirar uma foto ou simplesmente trocar um pin.

Após uma longa espera, com a cerimônia já em andamento, os atletas foram autorizados a entrar para o desfile. E os brasileiros deram show, batendo palmas, cantando músicas e pedido a participação da torcida russa, que lotou o estádio.

Depois do desfile, os atletas foram levados para a arquibancada, onde encontraram uma sacola com utensílios para interação na festa. Num espetáculo de luzes e cores, em alguns momentos era necessário o uso de óculos 3D.

Depois de cerca de quatro horas de cerimônia, com direito a reclamações pelos longos discursos, inclusive do presidente da Rússia, Vladimir Putin, os brasileiros curtiram o acendimento da pira e voltaram para a Vila cansados. Mas como a fome era grande, muitos ainda deram uma passada no restaurante da Vila antes de irem dormir, mesmo já sendo de madrugada em Kazan.

* O repórter viaja a convite da CBDU

L!TV acompanha a linda festa de abertura da Universíade