icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
31/07/2014
12:15

O camaronês Diederrick Joel Tagueu Tadjo, ou apenas Joel, como é conhecido, é uma das armas do Londrina para vencer o Santos. No Brasil desde os 15 anos, o atacante, hoje com 20, já fala o português e está adaptado ao país, tendo sido um dos destaques da equipe no título paranaense, no primeiro semestre.

Nesta noite, ele realizará o sonho de enfrentar uma das poucas equipes brasileiras que ele conhecia antes mesmo de deixar a África e que e que ganhou seu respeito e admiração nos últimos anos.

– O Santos é o time que eu mais gosto no Brasil. Não tem nada a ver com o Neymar, não. Me encanta o estilo de jogo, o fato de sempre revelar garotos... A admiração vem desde 2011, quando eles conquistaram a Libertadores – disse Joel, que apenas sorriu ao ser indagado se pediria uma camisa alvinegra nesta quinta.

O duelo contra o também é encarado por Joel como uma oportunidade de aparecer para todo o Brasil.

- Vai ser um jogo diferente, por ser time grande. Estamos muito atrás dos caras, não vai ser um jogo qualquer, até porque pode ser uma vitrine, vai ser visto pelo Brasil inteiro - comentou o atleta, que passou pela base da seleção de Camarões e sonha em 2018 disputar a Copa do Mundo na Rússia.