icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
16:22

A vitória do Brasil sobre a Rússia pela Liga Mundial de Vôlei, nesta quinta-feira, encerrou um jejum de quatro derrotas para o rival em grandes competições. A maior delas foi na decisão dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Maior pontuador do confronto, com 23 acertos, o oposto Wallace não escondeu o alívio com o resultado.

– O time mostrou todo o sofrimento que teve para chegar até aqui. Não foi nada fácil. A gente sabe a pressão que sofreu durante a fase de classificação. Fazia tempo a gente não vencia a Rússia. Ganhar é sempre bom. E foi merecido. O time inteiro jogou muito bem. Agora é seguir nesse patamar aí. Vamos ter só a crescer - disse Wallace, em entrevista ao SporTV.

O técnico Bernardinho já dizia antes do embate contra os russos que seus comandados precisavam apresentar um padrão de jogo melhor do que na etapa anterior.

– A gente tem margem de crescimento ainda, tanto nessa comptpetição quanto depois para o Mundial – afirmou Bernardinho.

Outro revés do time brasileiro para o mesmo adversário havia sido na decisão da Liga Mundial do ano passado. Na ocasião, a equipe do gigante Muserskiy, de 2,18m, levou a melhor por 3 a 0. No mesmo torneio, mas ainda na primeira fase, os russos também bateram a Seleção pelo placar de 3 a 2.